Tamanho do texto

Mesmo importante nos resultados recentes da Juventus, Daniel Alves alegou dificuldade na adaptação em Turim por conta do frio, diz "Mundo Deportivo"

Daniel Alves fez o segundo gol da Juventus sobre o Porto, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões
Reprodução/Twitter
Daniel Alves fez o segundo gol da Juventus sobre o Porto, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões

Autor do segundo gol da Juventus sobre o Porto na vitória pela partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões por 2 a 0, o lateral direito Daniel Alves se ofereceu para voltar ao Barcelona durante a última janela de transferências, que fechou em 31 de janeiro. As informações são do jornal espanhol "Mundo Deportivo".

LEIA MAIS: Árbitro do dérbi reconhece erro e pede: "Espero continuar minha carreira" 

Segundo a publicação desta quinta-feira, Daniel Alves teve dificuldades para se adaptar no clube de Turim, por causa do frio da cidade e "bateu na porta do Barcelona oferecendo-se a voltar durante o mercado de inverno". Vale ressaltar que o brasileiro trasnferiu-se para a Juve em junho de 2016.

LEIA MAIS: Torcedores ofendem técnico adversário com faixa de sexo oral e recebem punição

Na publicação, o jornal diz que o brasileiro sofreu para se acostumar com seus novos companheiros e também com a forma de jogar da Juventus, mais defensiva se comparada ao Barcelona. Desde a saída de Daniel, o clube catalão não encontrou um substituto para a lateral à altura do brasileiro. Aleix Vidal, titular no momento, não agrada ao técnico Luis Enrique.

Negativa

O Barcelona, porém, agradeceu o interesse do brasileiro, mas comunicou que o ciclo do lateral no Camp Nou havia sido encerrado. As ligações teriam ocorrido antes de Alves sofrer uma lesão, em novembro do ano passado. Sobre a notícia atual, ele ainda não se manifestou.

LEIA MAIS: Rooney vai para a China e será o mais bem pago do mundo, diz imprensa inglesa

A publicação acontece dois depois de Daniel fazer críticas ao ex-clube durante entrevista ao jornal ABC, da Espanha. "Gosto quando sou querido, e se não me querem, eu me vou. Tive sorte de sair do Barcelona de graça. Durante as minhas três últimas temporadas sempre se escutava que Alves iria embora, mas os dirigentes nunca me diziam nada na cara. Foram muito falsos e mal-agradecidos. Não tiveram respeito comigo", disparou Daniel Alves contra os dirigentes.

    Leia tudo sobre: Futebol