Tamanho do texto

Combinação entre jogos, música e atrações para toda a família na cidade de Orlando, nos Estados Unidos, deram o tom à competição amistosa

A Florida Cup terminou no último dia 21 de janeiro, mas o sucesso da competição, dentro e fora de campo, continua repercutindo. Maior evento esportivo anual da Flórida, o torneio teve em 2017, pela primeira vez, 12 times em campo e milhares de pessoas nas arquibancadas e na FanFest, com destaque para o show de encerramento do DJ Alok, um dos maiores nomes da música eletrônica atualmente.

LEIA MAIS: Maioria dos clubes do Brasileirão começa temporada com jovens técnicos

Disputada em duas fases, a Florida Cup teve como campeões a Alemanha no Challenge entre países e o São Paulo no Playoff. "Em 2017 tivemos recorde de torcedores nos estádios, com público 36% acima do registrado no ano passado, e milhões de mensagens nas redes sociais", disse o CEO da competição, Ricardo Villar.

São Paulo e Corinthians fizeram a final da Florida Cup, com vitória tricolor
Divulgação
São Paulo e Corinthians fizeram a final da Florida Cup, com vitória tricolor

"O sucesso de público e crítica são consequência do trabalho de nossa equipe e de grandes clubes parceiros da Europa e América Latina que acreditam no projeto. Todos os times, sem exceção, saíram de Orlando falando em voltar", completou o dirigente.

LEIA MAIS: Walter chama árbitro de palhaço e revela piada: "Ele disse para eu emagrecer"

Novidades e participantes

Florida Cup 2017 teve cinco times brasileiros
Divulgação
Florida Cup 2017 teve cinco times brasileiros

Ao todo,  o torneio amistoso teve 13 jogos disputados em quatro estádios diferentes: Al Lang (St Petesburg), Central Broward (Fort Lauderdale), ESPN Wide World of Sports e Bright House Networks, na Universidade da Flórida Central, ambos em Orlando. Dentro de campo, duas grandes novidades também puderam ser vistas de perto: no Estudiantes de La Plata, a volta aos gramados da lenda argentina Juan Sebastián Verón, que tinha se aposentado em 2016; e no São Paulo, a estreia vitoriosa de Rogério Ceni como treinador.

No Brasil, a Florida Cup foi transmitida por dois canais à cabo e um em TV aberta. No total, mais de 140 países receberam imagens das partidas. Disputaram o Challenge Bayer Leverkusen e Wolfsburg (Alemanha), Atlético-MG e Bahia (Brasil), Tampa Bay Rowdies (EUA) e Estudiantes (Argentina). Na fase de playoff estiveram Barcelona (Equador), Millonarios (Colômbia), River Plate (Argentina), Corinthians, São Paulo e Vasco.

Chapecoense na pauta

As vítimas da tragédia aérea com o avião da Chapecoense também foram homenageadas com um minuto de silêncio antes dos jogos. Além disso, o valor arrecadado com a venda de pulseiras com a mensagem “Força, Chape", comercializadas na FanFest, além de parte da renda da rodada dupla do dia 15 de janeiro serão doados aos familiares dos que morreram no acidente.

LEIA MAIS: Gabriel Jesus tem até música da torcida do Manchester City; veja o vídeo

"Não convidamos a Chapecoense para disputar a Florida Cup 2017, ao contrário do que chegou a ser noticiado, mas sempre tivemos uma próxima relação ao clube para de alguma forma ajudá-los. Foi emocionante e uma grande honra receber o Gabriel e o Matheus, filhos do  técnico Caio Júnior, e realizar homenagens durante o evento, além de estrelas como Cafu e Daniel, que apoiaram nossas iniciativas", completou Ricardo Villar.

    Leia tudo sobre: Futebol