Tamanho do texto

Caso aconteceu em novembro na "Taberna el Papelón", onde os torcedores da Velha Senhora estavam jantando antes da partida contra o Sevilla

Hooligans do Sevilla atacaram torcedores da Juventus antes de jogo da Liga dos Campeões, em novembro
Twitter/Reprodução
Hooligans do Sevilla atacaram torcedores da Juventus antes de jogo da Liga dos Campeões, em novembro

A Polícia Nacional da Espanha prendeu 14 pessoas envolvidas na agressão aos torcedores da Juventus, na cidade de Sevilha , antes da partida entre a equipe da casa e os italianos pela Liga dos Campeões da Europa, ainda no mês de novembro.

A agressão ocorreu na "Taberna el Papelón", onde os torcedores da Velha Senhora estavam jantando. Na confusão, três pessoas ficaram feridas, incluindo um bianconero residente na Bélgica e internado em estado grave após ter sido ferido no peito por uma garrafada.  Na ocasião, os agressores se lançaram contra os italianos ao grito de " hooligans Sevilla". 

LEIA MAIS: Dois torcedores do Dínamo de Kiev são esfaqueados na Itália

Agora, os hooligans estão detidos e devem responder a processo por agressão.

Outros casos

Dois torcedores do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, foram esfaqueados um dia depois do ataque em Sevilha. O caso aconteceu em Nápoles, na Itália. Os ucranianos estavam na cidade para acompanhar a partida contra o Napoli pela fase de grupos da Liga dos Campeões.

Os dois homens foram atacados nas ruas do centro histórico da cidade, em momentos diferentes, mas próximos. Tudo indica que os torcedores do Napoli são os responsáveis pelos ataques.

LEIA MAIS: Cristiano Ronaldo: "Quando acordei estava com três belas loiras"

Um dos homens, de 50 anos, que usava um cachecol do Dínamo de Kiev , foi atacado na Via Duomo, perto da Praça Nicola Amore, por volta das 22h30 no horário local, ele ficou com ferimentos na perna esquerda e no abdômen. Ele foi atendido no Hospital Loreto Mare, na cidade, e já recebeu alta médica. O outro foi rodeado por um grupo de pessoas e também foi atingido.

Torcidas problemáticas

O continente europeu vive uma onda de violência e confusão de torcedores neste ano. Durante a Eurocopa 2016, disputada na França, hooligans de vários países causaram transtornos nas ruas das cidades que receberam partidas, sendo que muitos tiveram que ser deportados e foram proibidos de entrar nos estádios. Na competição entre seleções, os ingleses foram os que mais arrumaram problemas.

    Leia tudo sobre: futebol