Tamanho do texto

O lateral esquerdo da Chapecoense concedeu uma entrevista coletiva na manhã deste sábado (17) onde disse que acredita em um milagre

Um dia após receber alta, o lateral esquerdo da Chapecoense, Alan Ruschel concedeu uma entrevista coletiva na manhã deste sábado (17) em Chapecó.  O atleta garantiu que pretende voltar a jogar, mas que não tem garantia de quando isso poderá ocorrer.

Sobrevivente do acidente com avião da Chape, lateral Alan Ruschel deixa hospital

"Não tem palavras para explicar o que eu estou sentindo. É uma mistura de sentimentos. Uma alegria por poder estar aqui de novo, sentado aqui. Mas ao mesmo tempo um luto por ter perdido vários", disse Alan Ruschel , antes de se emocionar e chorar.

Alan Ruschel fala em milagre e se emociona em entrevista
Reprodução/SporTV
Alan Ruschel fala em milagre e se emociona em entrevista

O jogador disse também que não lembra do acidente, ele afirmou que lembrava do voo e que após a queda não sabia o que estava acontecendo. "Aos poucos foram me contando e a ficha caindo. Quando eu a vi (a esposa) eu não sabia o que estava acontecendo, não lembrava do jogo, não lembrava de nada. É uma coisa muito louca, não sei explicar", disse Ruschel.

Ruschel finalizou dizendo que vai honrar os amigos que se foram e que fará de tudo para voltar a jogar. "Com muita paciência, mas farei de tudo para dar muita alegria para todo mundo que torce para a Chapecoense", encerrou o atleta que agora vai passar uns dias com o pai antes começar a fisioterapia.

Alan Ruschel deixa hospital

Lateral Alan Ruschel acena ao público que acompanhou sua saída do hospital
Reprodução/SporTV
Lateral Alan Ruschel acena ao público que acompanhou sua saída do hospital

Mais de duas semanas após o acidente aéreo com o avião da Chapecoense, que deixou 71 mortos e seis feridos, o lateral esquerdo Alan Ruschel recebeu alta. Na tarde dessa sexta-feira (16), o primeiro dos quatro brasileiros que sobreviveram deixou o hospital da Unimed, em Chapecó, e vai continuar o tratamento em casa.

A recuperação do lateral foi surpreendente. Ele chegou no Brasil na última terça-feira (13) após ficar duas semanas internado na Colômbia. Foram apenas duas noites no hospital, onde ele conversou, comeu e permaneceu com os familiares. De acordo com o último boletim médico emitido pelo hospital, Alan "apresentou força e sensibilidades normais nos membros inferiores, caminhando durante os exercícios de fisioterapia".

LEIA MAIS:  Em recuperação, zagueiro Neto poderá voltar a jogar futebol: "A chance existe"

Por volta das 14h desta sexta o atleta realizou os últimos exames para receber alta. Acompanhado da mãe, da irmã e da noiva, Ruschel abraçou um amigo e acenou para alguns fãs que esperavam do lado de fora do hospital. Após sair na cadeira de rodas, levantou e caminhou em direção ao carro. Ainda não é possível saber se o jogador poderá voltar aos gramados, mas, em casa, será necessária a realização de fisioterapia. 

Outros sobreviventes

No mesmo hospital, está, além de Neto, que acenou para Ruschel, o jornalista Rafael Henzel. O jornalista tem previsão de alta para segunda-feira (19). Até lá, os médicos tratam de uma ferida no pé esquerdo, além de dar continuidade na fisioterapia respiratória e motora.

Mesmo depois de mostrar evolução no quadro clínico, o defensor ainda está em um estado que exige mais cuidados. Ele usa antibióticos para tratar uma lesão no tornozelo esquerdo e também faz fisioterapia respiratória. Ainda não há data prevista para que Neto deixe o hospital.

LEIA MAIS:  Goleiro deixa a Chapecoense, recebe críticas e explica sua saída

O outro sobrevivente brasileiro é o goleiro Jackson Follmann, que desde que chegou da Colômbia ficou internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ele foi submetido a uma cirurgia na coluna na última terça (13), e os exames realizados nesta sexta não mostraram infecção. Follmann foi ser transferido para Chapecó na manhã de sábado (17).

Além do lateral Alan Ruschel e dos três brasileiros, outros dois tripulantes bolivianos também sobreviveram ao acidente.

    Leia tudo sobre: Futebol