Tamanho do texto

Chris Unsworth falou sobre o caso em um programa de televisão da rede BBC: "Primeira vez que meu técnico abusou de mim tinha 9 anos"

Os casos de violência e abuso sexual no futebol inglês continuam sendo divulgados. Desta vez, quem relatou ter sido vítima foram os ex-jogadores Chris Unsworth e Jason Dunford a um programa da rede de televisão BBC. As informações são da Agência EFE. 

+ Leia também:  Jogador brasileiro lesiona três companheiros de time em mesmo treino na Itália

Chris Unsworth falou sobre violência e abuso sexual em programa da rede BBC
Reprodução
Chris Unsworth falou sobre violência e abuso sexual em programa da rede BBC


Com essas denúncias, já são sete os casos de violência sofrida por atletas no começo da carreira no futebol inglês. Eles se juntam a Paul Stewart, Steve Walters, Andy Woodward, David White e mais um ex-jogador que não teve o nome revelado que afirmam teresm sido vítimas de Barry Bennell. 

Unsworth, atualmente com 44 anos, chegou a vestir a camisa do Manchester City, disse que foi violentado entre 50 e 100 vezes. "Primeira vez que meu técnico abusou de mim tinha 9 anos", afirmou.

Ele falou ainda que nunca havia comentado esse caso com ninguém e que criou coragem de tornar tudo isso público depois que Andy Woodward, primeiro ex-jogador a se pronunciar, deu uma entrevista na televisão britânica. "Meus pais já morreram e me doi não ter contado isso para eles. Mas não sei se teria sido bom eles ficarem sabendo. Talvez eles se sentissem culpados ", disse Unsworth, que deixou o futebol ainda na juventude. 

Jason Dunford também participou do programa e deu detalhes da violência: "Lembro o dia que o treinador começou a me tocar e disse que não queria. Depois disso, começou a me atormentar". "Uma noite, antes de uma partida, eu e outros dois meninos dormimos na casa do treinador. No meio da noite, ele começou a me tocar e eu tirei a sua mão. Quando acordei, mais tarde, o treinador estava tocando os outros meninos", completou.

+ Leia também:  Steven Gerrard anuncia aposentadoria do futebol após 19 anos de carreira

Treinador "monstro"

Os ex-jogadores dizem ter sido vítimas de abuso de  Barry Bennell , que trabalhou no time inglês Crewe Alexandra e também tinha vínculo com a equipe do Manchester City. Bennell tem 62 anos e, aos 44, foi considerado culpado depois de admitir ter participado de 23 casos de abusos sexual com meninos de 9 a 15 anos. A sentença de Bennell foi de nove anos de prisão. 

Em 2015, ele se envolveu em outro caso de violência e foi condenado a mais dois anos por abusar uma criança de 12 anos. Apesar disso, atualmente ele está solto. 

+ Leia também:  Torcedores da Juventus são atacados por hooligans na Espanha