Tamanho do texto

O novo projeto aumentaria a capacidade do estádio do Boca em quase 30 mil pessoas

O projeto Super Bombonera pretende aumentar a capacidade de espectadores no estádio do Boca
Reprodução/Clarín
O projeto Super Bombonera pretende aumentar a capacidade de espectadores no estádio do Boca

O jornal argentino Clarín publicou nesta sexta-feira (25) informações de que o Boca Juniors estuda uma possível reforma em seu estádio, o La Bombonera. A restauração prevê um aumento na capacidade em quase 30 mil lugares.

Leia mais: Olimpíada de Tóquio planeja show com estrelas cadentes artificiais

Inaugurado no ano de 1940, o Estádio Alberto Jacinto Armando, La Bombonera, está localizado em Buenos Aires, na capital argentina e tem capacidade atual para 49 mil pessoas. O novo projeto propõe que o número limite de pessoas no estádio do Boca seja de 77.495 espectadores, sendo 75% deles sentados.

Denominado "Super Bombonera", o projeto é de uma conceituada empresa de arquitetura argentina. O planejamento foi apresentado por 23 páginas acompanhadas de um CD, com detalhes do processo de extensão do estádio. Além disso, o conteúdo dá acesso a imagens, mapas e tabelas da remodelação.

A proposta foi bem vista pelos dirigentes do clube, no entanto, Daniel Angelici, o presidente do clube, pretendia construir um novo estádio. Apesar disso, o projeto ainda deve ser estudado com calma. O investimento para a remodelação ainda não foi estimado e os conflitos políticos internos do time podem atrapalhar e suspender a decisão.

Leia mais: Jogador do Leicester bate Lamborghini avaliada em R$800 mil

Novo estádio

Ainda de acordo com o periódico argentino, apesar da proposta, Angelici continua a defender a ideia da construção de um novo local de jogo. Em março deste ano, foi aprovada a compra de um prédio aos arredores do estádio por 180 milhões de pesos. A aquisição de 32 mil metros quadrados, segundo o contrato, deve ser usada para expandir a área de turismo e comercial da região e não consta informações de campos de futebol. A comunidade vizinha do estádio está preocupada e teme que exista a possibilidade da construção de um novo estádio.

Leia mais: Entenda o caso Neymar: brasileiro pode realmente ir para a cadeia?

Em entrevistas passadas, Daniel Angelini chegou a dizer que não destruiriam o La Bombonera de maneira alguma. O dirigente afirmou a pretensão de construir um museu, lojas e restaurantes, já que o local é considerado um templo do Boca Juniors.

    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.