Tamanho do texto

Ex-goleiro e ídolo do clube tricolor vai assumir após a disputa do Campeonato Brasileiro deste ano

Rogério Ceni dedicou toda a sua vida profissional ao São Paulo. O goleiro chegou ao Tricolor paulista em setembro de 1990 e só pendurou as luvas em dezembro de 2015. O primeiro jogo oficial pelo time, porém, aconteceu em 25 de junho de 1993, segundo o guia oficial do clube da capital. Neste período, Ceni trabalhou com 22 treinadores diferentes e, agora, se tornou o 81º técnico da história do SP.

O mito voltou!  Rogério Ceni é confirmado como novo técnico do São Paulo

“Agora, em uma nova função, o que eu pretendo é ter pessoas que tenham conhecimento, que possam somar e ajudar muito a construir uma nova história para o São Paulo : jogadores, comissão técnica, integrados à parte de futebol, de marketing, comunicação e a presidência do clube. Acho que isso é o mais importante para que a gente possa fazer um São Paulo melhor do que vem sendo nos últimos tempos”, disse o ex-goleiro ao site oficial do Tricolor.

Rogério Ceni foi confirmado como novo técnico do São Paulo
Site oficial
Rogério Ceni foi confirmado como novo técnico do São Paulo

Muricy Ramalho, Nelsinho Baptista, Paulo César Carpegiani, Milton Cruz, Emerson Leão e Paulo Autuori foram os técnicos que comandaram Rogério Ceni em mais de uma oportunidade. Muricy Ramalho e Paulo Autuori, aliás, têm um espacinho especial nesta história. O primeiro garantiu um genuíno tricampeonato brasileiros nos pontos corridos (2006, 2007 e 2008) e o segundo foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes (2005).

Mesmo assim, Ceni preferiu acompanhar outro profissional depois que encerrou a carreira. O ex-goleiro visitou clubes na Inglaterra e esteve com Jorge Sampaoli no Sevilla.

Você viu?  Rogério Ceni posta foto no metrô, é criticado e dá resposta a internauta

“Ser goleiro e técnico numa mesma vida é um desafio muito grande, são duas posições em que a pressão é muito forte. Me perguntaram por que escolhi assistir aos treinos do Jorge Sampaoli. E respondi que ele é um treinador que tinha características muito parecidas com a maneira que eu enxergava futebol. Fui muito bem recebido no Sevilha, escolhi passar uma semana até a preparação para um jogo e pude aprender muito”, explicou o técnico tricolor.

Veja fotos da carreira de Ceni:


Administrar pessoas

Com a experiência de 1.237 jogos com a camisa do São Paulo, sendo 648 vitórias, 275 empates e 314 derrotas, além de 131 gols - 69 de pênalti e 62 de falta, ele á sabe como irá comandar seu primeiro time na nova profissão.

E mais:  Rogério Ceni fará estágio com Juan Carlos Osório e Pep Guardiola

“A relação e o trato com os jogadores serão os mesmos como atleta. Agora ocupando uma posição diferente, mas com o mesmo respeito, o mesmo carinho pelos amigos, aqueles que ainda estão aqui enquanto eu jogava, alguns jovens que subiram da categoria de base. Aqueles mais velhos que chegaram logo depois da minha saída. O grande segredo do futebol é administrar pessoas e se relacionar bem com seus jogadores. São eles que podem fazer diferença. Eu quero que eles vejam futebol da maneira como eu via quando jogava, eu quero um time vencedor, que tenha uma mentalidade vencedora", finalizou.

O primeiro desafio da nova profissão de Ceni no São Paulo será a Florida Cup, nos EUA, entre 6 a 23 de janeiro. A temporada ainda terá Campeonato Paulista, Copa do Brasil, Série A do Brasileirão e, dependendo dos últimos jogos da atual temporada, Copa Sul-Americana. *Texto de Rodolfo Brito, especial para o iG Esporte

    Leia tudo sobre: Futebol