Tamanho do texto

Dez equipes participarão desta edição: Vitória, Ihéus, Abrup, Lusaca, Ribeira do Pombal, Catu, Flamengo de Feira, Juventude, São Francisco e Terra Nova

Campeonato Baiano de futebol feminino começa com sete atletas 'garimpadas' em caravana no interior do estado. São Francisco é o atual campeão
Reprodução
Campeonato Baiano de futebol feminino começa com sete atletas 'garimpadas' em caravana no interior do estado. São Francisco é o atual campeão

Presença importante no calendário do futebol feminino do Brasil, o Campeonato Baiano da modalidade terá mais uma edição realizada a partir deste sábado, quando os dez clubes participantes entram em campo. E o presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, não escondeu o entusiasmo com o início da competição.

LEIA MAIS: Vitória nega sondagens por Marinho e não teme assédio por artilheiro

“Em um momento de mudanças tão significativas no futebol feminino, com uma treinadora (Emily Lima) assumindo de forma inédita a seleção e uma nova fórmula do Campeonato Brasileiro, é extremamente importante seguirmos o projeto de fortalecimento dos clubes baianos. Teremos 35 partidas em nosso estadual e não tenho dúvidas de que é mais um passo para consolidar a Bahia como uma das grandes entusiastas da modalidade”, afirmou Ednaldo com relação ao Campeonato Baiano .

LEIA MAIS: Bebidas alcoólicas serão proibidas durante a Copa do Mundo no Catar

Ao todo, dez equipes participarão desta edição: Vitória, Ihéus, Abrup, Lusaca, Ribeira do Pombal, Catu, Flamengo de Feira de Santana, Juventude, São Francisco e Terra Nova. Os times foram divididos em dois grupos de cinco, onde disputam jogos apenas de ida e os quatro melhores avançam para as quartas de final. A partir desse momento, as partidas terão ida e volta. 

Um dos trunfos da Federação Bahiana para fortalecer o campeonato foi a “Caravana do Futebol Feminino”, projeto criado em 2015 e que busca talentos no interior do estado. Neste ano, sete meninas foram garimpadas na cidade de Prado: a zagueira Bianca (repassada ao Lusaca), a meia Rebeca (repassada ao Lusaca), a lateral-esquerda Sirneide (repassada ao Lusaca), a atacante Cibele (repassada ao Vitória), a volante Taís (repassada ao Vitória), a goleira Camila (repassada ao Flamengo de Feira) e a goleira Inajá (repassada ao São Francisco). 

LEIA MAIS: Novo presidente dos EUA, Donald Trump acumula polêmicas também no esporte

“Quando criamos a Caravana, a ideia era justamente fortalecer nossas equipes. Sabemos que há muitos territórios com talentos não explorados no Brasil, então, aos poucos, vamos procurando essas garotas e dando oportunidade para que brilhem no futebol”, encerrou o presidente da entidade local.

Confira os grupos do Campeonato Baiano feminino 2016/2017: 

Grupo 1

Abrup

Ilhéus

Lusaca

Ribeira do Pombal

Vitória

Grupo 2

Catu

Flamengo de Feira

Juventude

São Francisco

Terra Nova

Campeão do campeonato baiano nas últimas 14 edições, o São Francisco tenta manter a hegemonia regional e conquistar seu 15º título. A final da competição será realizada em 15 de janeiro de 2017.

    Leia tudo sobre: futebol