Tamanho do texto

Dois dias após denúncia feita por jornal, construtora se pronunciou e divulgou comunicado onde se defende e diz não haver riscos


Odebrecht nega risco de deslizamento na Arena Corinthians
Reprodução
Odebrecht nega risco de deslizamento na Arena Corinthians

A Construtora Odebrecht negou que existam riscos ao público da Arena Corinthians, localizada na zona leste da capital paulista. “Ao longo destes dois anos e meio de operação, dezenas de partidas de futebol e diversos outros eventos foram realizados, sem oferecer qualquer risco aos usuários”, diz, na página do Corinthians, o comunicado divulgado pela empresa que construiu o estádio.

LEIA MAIS: "Mais maduro depois de 11 anos longe", Jô assina com o Corinthians

Na última terça-feira, após uma inspeção na Arena, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) identificou indícios de vazamento no local. A empresa responsável pelo abastecimento de água na cidade disse que alertou o clube em fevereiro sobre a alta de consumo no estádio, “o que sinalizaria um vazamento interno”, segundo comunicado da companhia.  Odebrecht nega riscos.

Risco de deslizamento

Uma reportagem publicada na terça-feira pelo jornal "Folha de S.Paulo" diz que há possibilidade de deslizamento no estacionamento do estádio devido ao vazamento. Ao lado do espaço destinado a acomodar os carros do público da arena passa a Avenida Radial Leste, que liga o centro paulistano à zona lesta da cidade.

VEJA FOTOS: Presença de Carol Portaluppi dentro de campo pode complicar o Grêmio

A construtora diz que o vazamento detectado pela Sabesp era causado por um problema em um registro, que não afetou o terreno. “O vazamento, de 2015, foi devido a um problema detectado em um registro localizado dentro de uma caixa de passagem, que fez a água escoar por uma tubulação de esgoto, instalada no mesmo local. Ou seja, não houve infiltração no solo”, acrescenta a nota da empresa.

Sabesp apresentou análise dos vazamentos de água na Arena Corinthians o que, inclusive, fez o consumo aumentar muito
Reprodução
Sabesp apresentou análise dos vazamentos de água na Arena Corinthians o que, inclusive, fez o consumo aumentar muito

O deslizamento ocorrido este ano em parte do estacionamento do estádio foi causado, segundo a construtora, por chuvas além do esperado. “A erosão, de 2016, foi ocasionada por chuvas torrenciais e acima de qualquer expectativa na região, tanto assim que a seguradora foi acionada e ressarciu parte dos danos”, informa o comunicado.

LEIA MAIS: Jogador alemão campeão da Copa 2014 é vítima de chantagem sexual

A Odebrecht diz ainda que garante a qualidade da obra entregue, mas que a manutenção do espaço é de responsabilidade do Fundo Imobiliário que administra a arena. O espaço tem, segundo a empresa, toda a documentação e laudos que garantem a segurança do local. “Tanto que o estádio possui alvará de funcionamento e todos os demais laudos de segurança necessários a sua operação, emitidos pelos órgãos públicos que fiscalizam periodicamente as instalações locais, sem apontar nenhuma restrição”.

*Com Agência Brasil

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.