Tamanho do texto

Kamara celebrou seu tento fazendo "Twerk", uma dança bastante popular nos Estados Unidos, mas que o árbitro não viu com bons olhos

Na MLS, Kamara foi punido com cartão amarelo por comemorar seu gol fazendo uma dança considerada sexual
Reprodução
Na MLS, Kamara foi punido com cartão amarelo por comemorar seu gol fazendo uma dança considerada sexual

Um fato inusitado aconteceu na última rodada da MLS (Major League Soccer), a liga de futebol dos Estados Unidos. Após marcar o terceiro gol da vitória do New England Revolution por 3 a 0 sobre o Montreal Impact, o experiente atacante Kei Kamara, de Serra Leoa, levou cartão amarelo por comemorar "dançando de forma sexual", segundo indicou o árbitro na súmula oficial do duelo.

E mais:  Atleta da NFL é punido por comemoração "sexualmente agressiva" após touchdown

O africano Kamara, com passagens por muitos clubes da MLS em sua carreira, além de uma temporada apagada no Middlesbrough, da Inglaterra, ficou revoltado com a punição. Ele tem 32 anos de idade e não aceitou o amarelo, reclamando demais com o juiz da partida.

Confira no vídeo


A mídia em geral e os torcedores da equipe de New England também não concordaram com a atitude da arbitragem em apresentar o cartão ao jogador. Segundo a imprensa, Kamara comemorou o seu gol fazendo "Twerk", um estilo de dança em que grande parte dos movimentos se concentram nos quadris e em agachamentos, bastante popular nos EUA entre as cantoras mais famosas.

Vídeo:  Atleta da dança sensual se dá mal após fiasco na Olimpíada do Rio de Janeiro

Independente de toda polêmica e da boa vitória jogando em casa, o Revolution vai mal das  pernas na competição. Em 34 jogos disputados na temporada regular, a equipe venceu apenas 11 vezes e terminou sua participação na modesta sétima colocação na Conferência Leste, ficando fora dos playoffs.

Veja fotos:  Presidente da Federação Brasileira de pole dance faz ensaio sensual na neve

Também no futebol americano

A intolerância com comemorações consideradas agressivamente sexuais não é exclusividade da MLS. Na NFL, o wide receiver Antonio Brown, do Pittsburgh Steelers, foi punido mais uma vez pela comissão de arbitragem por fazer uma celebração parecida após fazer um touchdown. Somando os 10 mil dólares (R$ 32 mil) da primeira punição contra o Chiefs pelo mesmo motivo, ele já perdeu 34 mil dólares (R$ 109 mil)

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.