Tamanho do texto

Times que jogam a competição nacional levaram mais torcida que as equipes que atuaram na competição continental

Público do Atlético-MG no Mineirão
Site oficial
Público do Atlético-MG no Mineirão

A Copa Sul-Americana pode ser um torneio continental e também ter a preferência de alguns clubes brasileiros que fazem um esforço danado para deixar a Copa do Brasil, mas mesmo assim ainda não caiu no gosto dos torcedores. A média de público dos times brasileiros nas oitavas de final da competição foi inferior à marca apresentada pelos mandantes das quartas de final da Copa do Brasil. 

E mais:  Libertadores vai durar o ano todo e terá final em jogo único; veja mudanças

Coritiba, Chapecoense, Santa Cruz e Flamengo conseguiram média de apenas 12.895 pagantes. Deste trio, apenas o Coxa foi mandante na partida de ida pelas oitavas de final. E o clube paranaense obteve o maior público (22.950). O Coritiba superou até mesmo o Flamengo, considerado dono da maior torcida do Brasil. Atuando em Cariacica, no Espírito Santo, o Mengo foi eliminado pelo Palestino sob os olhares de 12.626 fãs.

O Santa Cruz, também conhecido pela força da sua torcida, já não consegue mais embalar os tricolores. O Santinha até venceu o Independiente Medellín, mas teve o pior público entre os brasileiros (5.474). O clube pernambucano ficou bem atrás da Chapecoense que avançou diante de 10.530 apaixonados. 

Confira:  Brasileiro deixa de pagar contas básicas para gastar com futebol, mostra estudo

Na Copa do Brasil

Enquanto isso, os mandantes Atlético Mineiro, Grêmio, Corinthians e Santos atingiram média de 21.676 pagantes nos jogos de ida pelas quartas de final da Copa do Brasil. Destaque para o Galo, que obteve o maior público da rodada (36.846). O Grêmio, no confronto ante o Palmeiras, também superou os 20 mil espectadores (24.471).

Veja:  Além da vida noturna, Neymar também se diverte nas mesas de poker

Já os paulistas decepcionaram. O Corinthians voltou a bater recorde negativo em sua Arena ao levar só 18.796 alvinegros ao duelo contra o Cruzeiro. Pior fez o Santos, que não chegou nem perto dos dez mil apaixonados no triunfo contra o Internacional (6.592). No geral, porém, a Copa do Brasil está atrás da Copa Sul-Americana.

Se o torneio nacional - ao longo dos seus 152 jogos - tem média de público de apenas 5.557 testemunhas, a Copa Sul-Americana - levando em conta apenas os jogos dos brasileiros - ostenta média de 7.307 torcedores.

*Texto de Rodolfo Brito, especial para o iG Esporte