Tamanho do texto

A equipe rubro-verde se juntou Marília, Santo André, Grêmio Barueri, São Caetano e Guaratinguetá como os paulistas rebaixados à Série D do nacional

Portuguesa perdeu doze vezes na Série C 2015, uma dessas derrotas foi para o Boa Esporte, em casa
Twitter/Reprodução
Portuguesa perdeu doze vezes na Série C 2015, uma dessas derrotas foi para o Boa Esporte, em casa

A Portuguesa chegou ao degrau mais baixo do futebol. No último domingo, a Lusa foi derrotada pelo Tombense, por 2 a 0, em Tombos, e amargou o inédito descenso na Série C do Campeonato Brasileiro. A rubro-verde se juntou a América-RN, Ríver-PI e Guaratinguetá-SP que também terão que disputar a Série D em 2017. Se a Portuguesa caiu pela primeira vez à última divisão, o estado de São Paulo chegou ao sexto descenso desde 2009.

LEIA MAIS:  A caminho do título, Palmeiras faz sua melhor campanha nos pontos corridos

A Série D foi criada há sete anos, mas o primeiro clube paulista degolado na Série C foi visto só em 2011. Naquela oportunidade, o Marília desceu na antepenúltima colocação. Sem freio, os paulistas acumularam mais três quedas em sequência. O Santo André, também no 18º lugar, caiu em 2012. O Grêmio Barueri foi degolado em 2013, enquanto o São Caetano não conseguiu se segurar em 2014. Neste ano foi a vez da Portuguesa , infelizmente.

Dose dupla!

Apesar da trégua em 2015, os representantes de São Paulo voltaram a chorar, agora, em dose dupla, em 2016. O Guaratinguetá, para se ter uma ideia, foi rebaixado com a pior campanha da Série C. O time do interior paulista venceu apenas uma vez, empatou outra e perdeu em 16 oportunidades. Sem falar que o Guará anotou 13 gols e levou incríveis 55. Média de três tentos tomados por partida.

LEIA MAIS:  Corinthians pode repetir sina dos campeões que ficaram fora do G4 pós-título

A campanha do time rubro-verde também deixou a desejar. A Lusa colheu seu mais novo rebaixamento com aproveitamento de apenas 25,9%. Foram quatro triunfos (três em casa e um fora), dois empates (um como mandante e outro como visitante) e 12 derrotas (cinco diante da torcida e sete fora), além de 13 tentos a favor e 26 contra.

LEIA MAIS:  Palmeiras, com “final”, alcança liderança do ranking de público do Brasileirão

Diante de tal retrospecto, não causa surpresa os rebaixamentos consecutivos do clube da capital. Após a queda no Brasileirão, em 2013, por causa do “Caso Héverton”, a Portuguesa foi rebaixada, em 2014, da Série B para a Série C. Sem falar o descenso no Paulistão em 2015. Hoje, a Portuguesa disputa a Série A2 (equivalente a 2ª divisão) e, agora, a Série D.

*Texto de Rodolfo Brito, especial para o iG Esporte