Tamanho do texto

Ronaldinho Gaúcho usou da psicologia para estreitar os laços de elenco antes do clássico contra o Real, na época em que o craque vestia a 10 do time

Ronaldinho Gaúcho fez história no Barcelona e é um dos ídolos de Messi
Reprodução
Ronaldinho Gaúcho fez história no Barcelona e é um dos ídolos de Messi

Quando se lembra de Ronaldinho Gaúcho, é inevitável não relacioná-lo aos anos de Barcelona, quando foi eleito duas vezes o melhor jogador do mundo e conquistou os torcedores, que idolatram o brasileiro até hoje. O que nem todos sabem é que o camisa 10, além dos pés, sabe usar da psicologia para motivar os companheiros, como revelou o meia Andrés Iniesta. Em sua recém-lançada autobiografia, "O artista: sendo Iniesta", o craque espanhol revelou um episódio até então desconhecido: o brasileiro fingiu que iria se transferir para o rival Real Madrid para unir os colegas de equipe.

MAIS:  MMA de lingerie confirma evento especial para o Dia das Bruxas

"Alguns dias antes de El Clasico contra o Real Madrid, Ronaldinho me ligou em casa à noite. Atendi e ele me disse: 'Andrés, eu sei que são 3 da manhã, mas tenho que confessar uma coisa: em junho, vou deixar o Barça. Meu irmão chegou a um acordo com o Real Madrid, é muito dinheiro, não dá pra recusar. Você é jovem, vai me entender... Mas, por favor, não conte a ninguém no vestiário e nem para a diretoria, não me traia. Confio em você mais do que todos. Boa noite!'", relatou.

"Ele nem me deixou falar nada. No dia seguinte, estávamos treinando e senti uma atmosfera estranha ao redor. Todo o time estava silencioso, e todos cumprimentavam Ronaldinho como se fosse o último dia...", prosseguiu Iniesta.

Paralimpíadas:  Energia e força do coração vão marcar abertura da Paralimpíada, diz produtor

"Quando chegou o dia de El Clasico [19 de novembro de 2005], no vestiário do Santiago Bernabéu, 'Dinho' nos reuniu e disse: 'Pessoal, hoje é um jogo muito importante. Eles são fortes, mas, nestes últimos dias, descobri que somos uma família. Eu liguei para cada um de vocês durante a noite e disse que iria sair do Barça em junho, mas nenhum de vocês contou meu segredo. Depois disso, percebi que estamos prontos para sofrer em silêncio ao invés de trairmos uns aos outros. Ficarei aqui por muito tempo... Agora, vamos para o campo dar uma aula para esses caras do Real Madrid'", completou.

Os trechos da biografia de Iniesta foram publicados em diversos veículos britânicos.

Arrasador

Vale lembrar que esse episódio aconteceu antes de um duelo em que Ronaldinho só não fez chover no clássico. O craque marcou dois golaços e comandou a vitória por 3 a 0 dos catalães sobre os merengues - de quebra, o camisa 10 foi aplaudido de pé pela torcida do Real Madrid.

Confira:  Quatro dias após assinar contrato, jogador é demitido por ser HIV positivo

Com Ronaldinho no auge, o Barcelona conquistou o campeonato espanhol daquele ano, terminando o torneio 12 pontos à frente de seu maior rival.