Tamanho do texto

Estava tudo certo entre Samuel Nlend e o Al Ittihad, da Arábia Saudita, mas exames apontaram vírus e time cancelou o contrato de três anos

Samuel Nlend teve o contrato rescindido com o Al Ittihad após exame apontar HIV positivo
Reprodução/Twitter
Samuel Nlend teve o contrato rescindido com o Al Ittihad após exame apontar HIV positivo

Era a chance da vida de Samuel Nlend. Com apenas 21 anos, o atleta deixou o pequeno Union Douala, de Camarões, para assinar por três anos com o rico Al-Ittihad, time da Primeira Divisão da Arábia Saudita. Porém, tudo mudou em apenas quatro dias devido a um exame de rotina feito pelo clube. Artilheiro do último campeonato camaronês, ele teve seu vínculo rescindido ao ser diagnosticado como HIV positivo - o vírus é causador da Aids.

MMA de lingerie confirma evento especial para o Dia das Bruxas

O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Camarões saiu em defesa de Nlend e vai processar o Al-Ittihad. O jovem atleta deve voltar a defender as cores do Union Douala, em seu país natal, de acordo com o site "Cameroon Concord".

Energia e força do coração vão marcar abertura da Paralimpíada, diz produtor

"Estamos contentes por ver nosso colega em grande forma porque ele é importante para nossa equipe. Vamos nos juntas e trabalhar para fazermos uma grande temporada", afirmou David Eto'o, atleta do Unio Douala, ao portal Cameroon Concordque.