Tamanho do texto

Laor presidiu o clube entre dezembro de 2009, quando superou Marcelo Teixeira em uma reeleição, e maio de 2014, quando renunciou ao cargo por problemas de saúde

Ex-presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro morreu na madrugada desta terça-feira, em São Paulo. O ex-dirigente estava internado no hospital Albert Einstein para tratamento de um tumor maligno no reto. Laor, como era conhecido, tinha 73 anos.

Luis Alvaro de Oliveira morreu aos 73 anos
Francisco De Laurentiis
Luis Alvaro de Oliveira morreu aos 73 anos

Laor presidiu o Santos entre dezembro de 2009, quando superou Marcelo Teixeira em uma reeleição, e maio de 2014, quando renunciou ao cargo por problemas de saúde - estava licenciado desde agosto de 2013.

Durante esse período, o clube paulista conquistou o título da Copa do Brasil de 2010, da Copa Libertadores de 2011, da Recopa Sul-Americana de 2012 e das edições de 2010, 2011 e 2012 do Campeonato Paulista.

O dirigente não mediu esforços para segurar o atacante Neymar no clube por o máximo de tempo possível, mesmo com o assédio de vários times do futebol europeu, mas depois viu o craque ser negociado com o Barcelona em uma polêmica transação.

Os problemas de saúde, aliás, limitaram a passagem de Laor pela presidência do Santos - em 2013, ele precisou se afastar do cargo, renunciando posteriormente ao comando do clube paulista. Nos últimos anos, enfrentou problemas cardíacos e pulmonares, além de ter retirado parte do intestino por causa de um quadro de colite e ter uma pancreatite. Na madrugada desta terça, ele faleceu em São Paulo.