Tamanho do texto

Aos 34 anos, jogador conquistou quatro títulos com a seleção, dois Campeonatos Brasileiros e um Campeonato Espanhol

Julio Baptista surgiu para o futebol no início dos anos 2000 no São Paulo
Divulgação
Julio Baptista surgiu para o futebol no início dos anos 2000 no São Paulo

Júlio César Clemente Baptista ou simplesmente Júlio Baptista, o meia, hoje jogador do Orlando City, dos Estados Unidos, acumula grandes conquistas na sua carreira, como um Campeonato Espanhol, o bicampeonato Brasileiro, e ainda cinco títulos com a seleção brasileira, se contarmos desde a categoria sub-20 até a profissional. 

LEIA MAIS: Valderrama, o ídolo colombiano com poucos títulos no currículo

Por isso, o iG decidiu relembrar como Júlio Baptista começou no esporte, passou por clubes europeus, seleção brasileira, retornou ao país e agora, aos 34 anos, se aventura no futebol norte-americano, assim como outros jogadores renomados fizeram de uns anos pra cá.

O início 

Nascido em 1º de outubro de 1981, Baptista começou nas divisões de base como volante do São Paulo em 1993, onde permaneceu até 2000. Antes de subir para o time profissional, no mesmo ano, conquistou a Copa São Paulo de Futebol Júnior no mesmo time de Kaká, que ainda era conhecido como Cacá ou Ricardo. Foi promovido, e, juntamente com Maldonado, Gustavo Nery, Belletti e Luís Fabiano, ganhou o primeiro título como profissional, o Torneio Rio São-Paulo de 2001. 

Ainda naquele ano, ganhou uma chance na seleção brasileira sub-20 e conquistou o Campeonato Sul-Americano da categoria. Em 2002, mais um caneco pra conta, o do Supercampeonato Paulista. Permaneceu na equipe Tricolor até 2003. Ao todo, foram 106 jogos e 18 gols marcados.

Carreira na Europa

Se transferiu para o Velho Continente em 2003, mais precisamente para o Sevilla, da Espanha. Permaneceu na equipe por duas temporadas, fez 81 jogos e balançou as redes 48 vezes. Ganhou prêmio de revelação do Campeonato Espanhol 2003/2004 e foi o segundo maior artilheiro da competição na temporada seguinte, com 20 gols. 

Júlio Baptista com a camisa do Real Madrid
Divulgação
Júlio Baptista com a camisa do Real Madrid

Em 2005, chamou a atenção do Real Madrid e foi contratado por 20 milhões de euros. Lá permaneceu por um ano e foi emprestado para o Arsenal, da Inglaterra. Na equipe londrina atuou por uma temporada e fez dez gols em 35 partidas. Retornou para o time madridista e conquistou o Campeonato Espanhol 2007/2008, mas, na maioria das vezes, foi reserva. No total, participou de 78 partidas pela equipe da capital espanhola e fez 13 gols.

LEIA MAIS: Como Taffarel foi do interior do Rio Grande do Sul à glória na seleção

Júlio Baptista, em agosto de 2008, foi comprado por nove milhões de euros pela Roma, da Itália. Lá jogou até 2010 e se destacou com boas atuações e golaços. Foram 15 gols em 77 partidas com a camisa romanista. No final da primeira década do século 21, já se soube que o brasileiro retornaria à Espanha, desta vez para jogar no Málaga. Foi às redes 14 vezes, em 33 jogos, e ajudou os 'boquerones' a permanecer na primeira divisão.

Seleção brasileira

O paulista vestiu a camisa verde e amarela em 46 jogos, entre Eliminatórias da Copa, Copa América, Copa das Confederações, Copa Ouro, Copa do Mundo e amistosos. Fez cinco gols e conquistou quatro títulos, o bicampeonato da Copa das Confederações, em 2005 e 2009 e o bi da Copa América, em 2004 e 2007. 

Júlio Baptista fez 46 jogos com a seleção brasileira e marcou cinco gols. Sua despedida foi diante de Portugal, na Copa de 2010
JONNE RORIZ/ESTADÃO CONTEÚDO
Júlio Baptista fez 46 jogos com a seleção brasileira e marcou cinco gols. Sua despedida foi diante de Portugal, na Copa de 2010

Sua despedida foi na Copa do Mundo da África do Sul, em 2010. Ele entrou apenas em uma partida, diante de Portugal, mas não fez uma boa partida. Naquela ocasião, o Brasil foi eliminado nas quartas de final para a Holanda.

Retorno ao Brasil

Em julho de 2013, o Cruzeiro anunciou a contratação do jogador, que chegou como substituto de Diego Souza e foi apresentado saindo de um carro-forte . Em dois anos de contrato, Júlio participou de 56 jogos e fez 16 gols. Ajudou o escrete mineiro a conquistar o bicampeonato Brasileiro, de 2013 e 2014 e também o Campeonato Mineiro de 2014.

Estados Unidos

Após o vínculo com o clube mineiro terminar, Júlio Baptista , em março de 2016, assinou com o Orlando City e reencontrou Kaká. Até aqui, em 12 partidas, ele fez dois gols. Aos 34 anos, o jogador se junta a Frank Lampard, Jermain Defoe, David Beckham, Thierry Henry, David Villa e Steven Gerrard, atletas que, após brilharem nos campos europeus, decidiram arriscar-se na terra do Tio Sam.