Tamanho do texto

Del Nero confirmou o que já era esperado e demitiu Dunga juntamente com o coordenador de seleções Gilmar Rinaldi

Dunga não é mais o técnico da seleção brasileira
Lucas Figueiredo/Mowa Press
Dunga não é mais o técnico da seleção brasileira

O que já era esperado desde a eliminação precoce na Copa América Centenário foi confirmado na tarde desta terça-feira pela Confederação Brasileira de Futebol: Dunga não faz mais parte da comissão técnica da seleção brasileira. Por meio de uma nota oficial, a CBF informou que, fora o treinador, Gilmar Rinaldi, coordenador de seleções, e toda a comissão também foram desligados.

Leia +  Capitão, Miranda vê culpa de todos por fracasso e pede autocrítica na seleção

Foi a segunda passagem do treinador pela seleção. Na primeira, de 2006 a 2010, Dunga , em 60 jogos, conseguiu 42 vitórias, 12 empates e seis derrotas. Conquistou uma Copa América, em 2007, e uma Copa das Confederações, em 2009, entretanto, caiu nas quartas de final da Copa da África do Sul, após derrota para a Holanda.

Desde a sua volta, em 2014, depois do maior vexame da história do País, o 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal da Copa, o treinador colecionou maus trabalhos. Além da queda nas quartas da Copa América de 2015 e a eliminação ainda na primeira fase da Copa América Centenário em um grupo com Haiti, Peru e Equador, Dunga deixou o Brasil na sexta colocação nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo na Rússia, em 2018, isto é, fora da zona classificatória. Em 26 jogos, foram 18 vitórias, cinco empates e três derrotas, sendo que 13 dessas vitórias foram em amistosos.

Novo técnico:

O novo técnico ainda não foi anunciado, mas o nome mais cotado é o de Tite, do Corinthians . Se confirmado, ele deixará o clube do Parque São Jorge após reassumir em 2015 e conquistar o Campeonato Brasileiro.

Confira abaixo a nota oficial da CBF:

"A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe.

A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da Seleção Brasileira.

A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho."