Tamanho do texto

Além do treinador devem chegar ao clube alviverde seu irmão e auxiliar Cuquinha e um preparador físico

Cuca deve ser o novo treinador do Palmeiras
Divulgação
Cuca deve ser o novo treinador do Palmeiras


Cuca deve ser confirmado nesta sexta-feira como novo técnico do Palmeiras. O treinador tem uma reunião marcada com a diretoria para acertar os últimos detalhes, assinar um contrato válido por duas temporadas e assim realizar o sonho de dirigir a equipe alviverde.

Além do treinador devem chegar ao clube seu irmão e auxiliar Cuquinha e um preparador físico. A conversa com o treinador começou há algumas semanas. A negociação está sendo feita apenas pelo diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos. O presidente Paulo Nobre acompanha tudo à distância e, até por isso, resistiu o máximo que pôde para demitir Marcelo Oliveira.

E MAIS

99% certo no Palmeiras, Cuca já pediu até reforços para diretoria

Marcelo Oliveira agradece ao Palmeiras e diz que sai do clube de cabeça erguida

Nobre comentou nesta quinta sobre a queda do treinador durante um evento no Rio. “Tem duas coisas inegáveis. Uma delas é que o Marcelo é um baita técnico. Disputou seis finais de torneios nacionais nos últimos cinco anos, fora os estaduais. Que ele é um baita técnico, é indiscutível. Como também é indiscutível que o time não estava rendendo. Foram 13 partidas e não víamos evolução. Chegamos à conclusão de que era melhor a troca para que um novo técnico pudesse extrair mais”, disse o dirigente, entre elogios e críticas.

O ex-treinador palmeirense ganhou sobrevida do clube após a vitória por 2 a 0 sobre o Rosario Central. Já Cuca chegou a ser procurado por Fluminense e Atlético-PR, mas recusou as duas propostas por saber que existiam grandes chances de assumir o Palmeiras.

Outros nomes chegaram a ser comentados no Palmeiras, como de Abel Braga e Levir Culpi (que foi para o Fluminense), mas não empolgaram Paulo Nobre e Alexandre Mattos. A direção quer colocar no papel o acordo verbal que tem com Cuca para ele assinar nesta sexta e iniciar o trabalho, já que o time tem novo compromisso pela Libertadores na quinta-feira que vem, novamente contra o Nacional, desta vez no Uruguai.

Cuca já disse diversas vezes que sonhava trabalhar no Palmeiras, onde jogou em 1992. A última declaração de amor ao clube ocorreu no início do ano passado, quando ainda comandava o Shandong Luneng, da China, em um amistoso no Allianz Parque. “Lógico que em um futuro eu pretendo trabalhar aqui, mas depois de eu cumprir meus contratos na China, daqui alguns anos”, disse, em janeiro do ano passado.

Independentemente do acerto com Cuca, Alberto Valentim será o treinador interino no clássico com o São Paulo, domingo, no Pacaembu.

MÉDICO DÁ ENTREVISTA

Um fato curioso marcou a reapresentação do Palmeiras nesta quinta-feira. Sem técnico após a saída de Marcelo Oliveira, o clube deu ao médico Rubens Sampaio a ingrata missão de conversar com os jornalistas.

Segundo o médico, a entrevista já estava marcada antes mesmo da partida diante dos uruguaios. "Eu já tinha combinado e tinha feito o pedido para me manifestar em relação a algumas críticas. Já estava combinado antes do jogo", explicou Sampaio, que trabalha no clube desde 1997.

O treino estava marcado para ocorrer às 16h, mas sofreu um atraso porque antes da atividade no campo a diretoria reuniu os atletas por cerca de uma hora e 15 minutos para cobrá-los e pedir uma nova postura com a chegada do novo treinador.