Tamanho do texto

A outra vez em que a equipe tinha ficado no vermelho foi na semana passada, quando os 3,3 mil pagantes na vitória sobre o Novorizontino também não cobriram as despesas do jogo

O São Paulo voltou a ter prejuízo com a bilheteria pela baixa presença de torcedores no jogo desta terça-feira contra o Mogi Mirim, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Com apenas 3.013 pagantes, o clube teve mais despesas do que lucro com a

partida e assim como na ocasião anterior em que foi mandante, fechou o balanço com um rombo. A vitória por 2 a 0 diante de um estádio vazio causou um saldo negativo de R$ 121 mil, segundo boletim financeiro divulgado pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Rogério fez um dos gols da vitória sobre o Mogi Mirim
Site oficial
Rogério fez um dos gols da vitória sobre o Mogi Mirim


O prejuízo é o maior do clube neste Campeonato Paulista. A outra vez em que a equipe tinha ficado no vermelho foi na semana passada, quando os 3,3 mil pagantes na vitória sobre o Novorizontino também não cobriram as despesas do jogo. O São Paulo teve um saldo negativo de R$ 101 mil na ocasião. No total acumulado das quatro partidas do time no Pacaembu pelo Estadual, o prejuízo é de R$ 189 mil.

A despesa se explica não só pela baixa procura de ingressos, mas também por gastos fixos como policiamento, funcionários, taxas pagas à FPF e principalmente o aluguel do estádio. Por lei, a prefeitura deve ficar com 15% da renda em partidas noturnas no Pacaembu, o que nesta terça-feira representou R$ 32,8 mil dos R$ 127,5 mil de renda bruta.

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, lamentou nesta terça-feira os prejuízos do clube. "Certamente a derrota para o The Strongest contribuiu, mas também o tempo chuvoso, os horários esquisitos que colocaram nossos jogos, a crise econômica, enfim, uma série de fatores. Mas esperamos que com uma melhora no nosso desempenho, possamos recuperar o público", disse o dirigente à Rádio Globo.

O público nesta terça-feira foi o menor como mandante do São Paulo nos últimos 11 anos. A última vez em que o clube jogou para menos 3 mil torcedores foi em 2005, em jogo contra o Atlético-MG, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. A equipe ainda vai fazer outra partida no Pacaembu, que será no sábado, contra o São Bernardo, também pelo Campeonato Paulista.

O Morumbi passa por uma reforma para a troca do gramado e também recebeu dois shows da banda Rolling Stones na última semana. A previsão do São Paulo é retornar ao estádio no dia 13 de março, contra o Palmeiras, pelo Paulista. Ao todo devem ser sete jogos no Pacaembu, cinco pelo Estadual e outros dois já realizados pela Copa Libertadores. Essas duas partidas tiveram boa presença do público, com até mesmo 32 mil pagantes na partida contra o Cesar Vallejo, do Peru.