Tamanho do texto

Vocalista do Rolling Stones ficou famoso não só pelas baladas, mas, também, por ser um pé-frio quando escolhe um time

São Paulo e Corinthians enfrentarão uma maldição. Na mesma noite em que Mick Jagger pisar no palco do Morumbi, o Timão encara  o São Bento, às 21h45, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, e o Tricolor recebe o Novorizontino, às 19h30, no Pacaembu.

Mick Jagger em show do Rolling Stones, no Rio
Vinícius Pereira/HT
Mick Jagger em show do Rolling Stones, no Rio

Mas qual é a ligação entre o astro britânico e os dois clubes? Na última semana, o cantor declarou a simpatia pelo Corinthians. Disse que, se for para escolher um time para torcer no Brasil,  o favorito é o Timão. 

Leia mais sobre o Corinthians  e  São Paulo

Porém, um dos filhos dele, o brasileiro Lucas, é são-paulino e a sua banda, o Rolling Stones, vai tocar no estádio do Tricolor. Assim, é bem capaz que algum fã queira presenteá-lo com a camisa do clube do Morumbi. Mas e a maldição, onde fica? Fã de esportes, o vocalista do Rolling Stones ficou famoso não só pelas baladas, mas, também, por ser um pé-frio.

A brincadeira ganhou força durante a Copa do Mundo de 2010, quando ele acompanhou diversas partidas no estádio e todas as seleções que tiveram a torcida dele perderam. 

E mais

Para descobrir substituto de Elias, Tite teme virar "Professor Pardal"

Por luvas, São Paulo fecha direitos de transmissão com a Globo

No último Mundial, no Brasil, não aconteceu de outra forma. O astro foi, inclusive, uma das testemunhas da trágica derrota por 7 a 1 da equipe canarinho para a seleção da Alemanha.

sina?/ Pode ser apenas mera coincidência, mas o Corinthians já perdeu dois jogadores depois que o vocalista do Rolling Stones declarou a torcida para o Alvinegro: o volante Elias e o meia Marlone. Machucados, eles vão ficar pelo menos quatro semanas afastados dos gramados e desfalcarão o time nos próximos três confrontos válidos pela Copa Libertadores.

Já alguns são-paulinos brincaram com o fato de o Tricolor ter perdido por 1 a 0 para os bolivianos do The Strongest, da Bolívia, em pleno Pacaembu, justamente no dia em que a banda desembarcou no país.

‘Mick Jagger brasileiro’ torce para o Palmeiras

O Rolling Stones tem uma filial no Brasil.  Fernando Mello, Marcelo Ceglie, Léo Cunha, Gustavo Lamounier e Tommy Duka são conhecidos por interpretar os sucessos da banda inglesa.

Os músicos brasileiros sabem como reproduzir até os trejeitos dos astros estrangeiros. Porém, na hora do futebol, parece que a paixão deles é por outro clube, não o Corinthians de Mick Jagger.

“Sou palmeirense”, afirma Fernando Mello, o Mick Jagger brasileiro. “A banda toda é palmeirense. O Marcelo (Keith Richards) e o Léo (Ron Wood) são alucinados pelo time”, completou o vocalista. 

Ou seja, não é difícil de se imaginar que a banda brasileira vá torcer contra o Timão e o São Paulo. Apesar de que isso pode até ser um bom sinal para tricolores e alvinegros. Afinal, como todos sabem,  Jagger não costumar dar  sorte aos seus times.

“Eu não me considero um pé-frio. Estou em uma fase de pé-frio. Aliás,  do ano passado para cá, fui bem pé-frio”, brincou o vocalista Fernando Mello.

Quem quiser ver de perto a semelhança com o Rolling Stones poderá conferir o show da banda cover em 5 de março, no “O Garimpo”, em Embu das Artes.

*João Pontes e José Eduardo Martins