Tamanho do texto

Técnico brasileiro é citado por jornal local como um dos candidatos para a vaga deixada pelo francês Alain Perrin

Felipão está cotado para assumir o comando da seleção chinesa
Arquivo
Felipão está cotado para assumir o comando da seleção chinesa

O futebol brasileiro segue com moral na China. Depois de levar Mano Menezes, Jadson, Luis Fabiano, Ralf, Gil e Renato Augusto para se juntarem a diversos nomes do país que já atuam no futebol local, a seleção chinesa tem interesse em elevar Felipão ao posto de técnico da seleção.

Leia Mais:

Site revela curiosidades do contrato de Tevez com o Boca Juniors; Confira

Ranking coloca cinco brasileiros entre os mais valiosos atletas sub-20 do mundo

De acordo com o jornal  Changjiang Daily  o treinador brasileiro, atualmente no Guangzhou Evergrande e vencedor do Campeonato Chinês e da Liga dos Campeões da Ásia, é um dos nomes para assumir o cargo em substituição ao francês Alain Perrin.

O brasileiro, no entando, não é o mais cotado para assumir o posto. O espanhol Gregorio Manzano, técnico do Shanghai Shenhua, é o nome mais comentado no país, se beneficiando de uma mudança de regulamento da Federação Chinesa de Futebol que agora permite profissionais que não atuaram como jogadores possam exerçam a função de treinador da seleção. Outro nome citado é do italiano Marcello Lippi, que já treinou o Guangzhou e a seleção italiana.

Leia mais: Corinthians aceita proposta e Gil deve ser quinto titular a sair

A China busca se classificar para a Copa do Mundo de 2018. Atualmente está na terceira colocação do Grupo C das eliminatórias da Ásia e precisa figurar entre os dois primeiros do grupo para seguir com chances. Na única vez que disputou o mundial, no Japão e na Coréia em 2002, caiu no grupo C ao lado de Brasil, Turquia e Costa Rica, ficando na quarta colocação, com três derrotas, nove gols sofridos e nenhum marcado.