Tamanho do texto

Atacante marfinense estava na Itália desde 2013 e é mais um que cedeu aos salários astronômicos do mercado asiático

Gervinho é mais um que jogará no futebol chinês
Divulgação
Gervinho é mais um que jogará no futebol chinês

Após levar Jadson, Renato Augusto, Ralf, Luis Fabiano e Geuvânio, jogadores que atuavam no Brasil, a China fez mais uma vítima, mas desta vez o alvo foi o mercado italiano. O Hebei China Fortune, equipe recém-promovida à primeira divisão chinesa, anunciou nesta terça-feira o acerto com o atacante Gervinho, ex-Roma. 

O marfinense deixa a Itália por 15 milhões de euros (cerca de R$ 67 milhões). Ele atuará ao lado do atacante brasileiro Edu, que já jogou no Schalke 04 e também no Besiktas. 

Leia mais:

Van Gaal entregou o cargo após última derrota, mas vice-presidente o segurou

Corinthians tenta conter desmanche recorde de um campeão nacional desde 2003

Hoje com 28 anos, o atacante da seleção da Costa do Marfim já passou por Lille e Le Mans, da França entre 2007 e 2011, pelo Arsenal entre 2011 e 2013 e desde então estava na Roma. Além de participar das duas últimas Copas do Mundo, na África do Sul, em 2010 e no Brasil, em 2014.

Antes de fechar com o clube da cidade de Qinhuangdao, Gervinho recebeu propostas do Jiangsu Suning, porém as negociações travaram por falta de garantias financeiras. O mesmo Jiangsu, de acordo com a imprensa inglesa, ofereceu 25 milhões de libras (cerca de R$ 145 milhões) para ter o brasileiro Ramires, volante do Chelsea.