Tamanho do texto

Programa de rádio insinuou que atacante brasileiro se reuniu com representantes de rival ao lado de seu empresário

Neymar durante coletiva da Bola de Ouro
Philipp Schmidli/Getty Images
Neymar durante coletiva da Bola de Ouro

Astro do Barcelona, Neymar teria aproveitado a Bola de Ouro, premiação em que a Fifa escolhe o melhor jogador do mundo no ano, para negociar com dirigentes do rival Real Madrid? A hipótese, levantada pelo programa "Al Primer Toque", da rádio espanhola Onda Cero, foi negada pelo pai do atacante brasileiro nesta quinta-feira.

Leia também: Mascherano é condenado a um ano de prisão

"Esse encontro é uma bobagem. Estávamos todos juntos no mesmo hotel, os dirigentes de Barcelona e Real Madrid, nos cumprimentamos, mas não houve qualquer reunião. Isso é uma invenção - disse Neymar Silva ao jornal catalão "Mundo Deportivo".

Segundo o "Al Primer Toque", Neymar, seu pai e os empresários André Cury e Wagner Ribeiro conversaram com representantes do Real Madrid na Suíça antes da entrega da Bola de Ouro, dada ao atacante argentino Lionel Messi, do Barcelona . O estafe do brasileiro estaria usando o interesse de outros clubes, principalmente o de um rival, para inflacionar o salário do jogador numa futura renovação de contrato.

Leia: Contrato vaza e valores da compra de Bale pelo Real Madrid são revelados

"André Cury é um empregado do Barcelona, portanto, como nós iríamos nos reunir com o Real Madrid e com ele? Não faz sentido. O único representante de Neymar sou eu e o único que pode negociar sou eu", completou o pai de Neymar.

Terceiro colocado na última eleição da Fifa para o melhor do mundo, Neymar tem contrato com o Barcelona até junho de 2019 e vem discutindo a extensão de seu acordo, mas sofre assédios de clubes como PSG, Real Madrid, Manchester City e Manchester United.