Tamanho do texto

Técnico da seleção brasileira não foi lembrado nenhuma vez na lista que teve Luis Enrique, do Barcelona, como vencedor

Dunga, técnico da seleção brasileira, não vive um bom momento
André Mourão/MoWA Press
Dunga, técnico da seleção brasileira, não vive um bom momento

Os jogadores da seleção brasileira estão com prestígio no mundo da bola, já o seu treinador... Pelo segundo ano consecutivo, o comandante do Brasil não foi nem sequer lembrado na lista dos melhores técnicos, que, em 2015, teve Luis Enrique, do Barcelona, como vencedor.

O francês Arsène Wenger, que conquistou a Copa da Inglaterra com o milionário elenco do Arsenal, foi lembrado. O bicampeão da Liga Europeia, Unai Emery, do Sevilla, também apareceu na relação.

Leia mais:  Wendell Lira vê salário aumentar seis vezes após reconhecimento mundial

Leia mais:  Depoimento de Neymar à justiça espanhola é marcado para o dia 2 de fevereiro

Além deles, Mourinho (ex-Chelsea), Simeone (Atlético de Madrid), Ancelotti (ex-Real Madrid), Allegri (Juventus), Sampaoli (Chile), Blanc (PSG) e Guardiola (Bayern de Munique) foram lembrados por treinadores, capitães e membros da imprensa de 162 países.

Em 2013, Luiz Felipe Scolari, então campeão da Copa das Confederações com a seleção brasileira, teve 108 votos entre os três primeiros, sendo seis para melhor do mundo.

Dezenove melhores

Entre os jogadores, além dos finalistas Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar, outros 16 jogadores foram votados como melhor do mundo. O polonês Lewandowski teve 13 votos, dois a menos que Neymar. O uruguaio Suárez, do Barcelona, conseguiu sete, seguido de Iniesta, também do Barça, (6), Neuer, do Bayern de Munique, e Yayá Touré, do Manchester City (5).

Além deles, Muller e Robben (Bayern), Aguero e De Bruyne (Manchester City), Bale e Benzema (Real Madrid), Ibrahimovic (PSG), Sánchez (Arsenal), Mascherano (Barcelona), Hazard (Chelsea) e Pogba (Juventus) tiveram votos.

Fonte: O Dia *RODRIGO STAFFORD