Tamanho do texto

Argentino se despediu do Independiente de Avellaneda, mas ainda precisa fazer exames para ser o novo camisa dez

Federico Mancuello desembarca no Rio de Janeiro nesta sexta-feira
Divulgação
Federico Mancuello desembarca no Rio de Janeiro nesta sexta-feira

Federico Mancuello se derreteu pela torcida do Flamengo, na coletiva de despedida do Independiente de Avellaneda. O argentino, 26 anos, deve desembarcar nesta sexta-feira no Rio para fazer exames médicos e assinar contrato por quatro anos. Principal reforço rubro-negro para 2016 até aqui, o meia chegará como candidato a vestir a camisa 10 da Gávea, consagrada por Zico, astro maior da história do clube.

Leia mais notícias sobre o  Flamengo

“É um passo muito grande em minha carreira. O Flamengo é uma equipe muito grande, que tem a maior torcida do mundo. Levo comigo as melhores recordações (do Independiente). É uma etapa que se encerra, mas vou embora muito feliz”, disse Mancuello, acrescentando: “No Brasil, tentarei apresentar a mesma imagem que deixei aqui. Espero repetir no Flamengo o que fiz aqui. Fico contente que o Flamengo tenha me contratado. Não entendo português, mas vou estudar.”

E mais:  De contrato renovado, Lucas Cândido se anima com histórico de Aguirre

Mesmo antes de ser anunciado pelo diretor-executivo de futebol, Rodrigo Caetano, Mancuello já havia atraído para si os holofotes. A esperança de que o argentino brilhe com a camisa do Flamengo ofuscou até Guerrero, estrela da companhia.

Guerrero espera ter um bom ano em 2016
Márcio Mercante / Agência O Dia
Guerrero espera ter um bom ano em 2016

Nesta quarta-feira, o peruano e o restante do elenco se reapresentaram na Gávea. De badalação, apenas a numerosa presença de profissionais de imprensa. Os poucos torcedores que foram à sede do clube não mostraram qualquer empolgação durante o primeiro dia de trabalho do elenco.

“Todo jogador desse nível, principalmente pela situação econômica do país, é mais difícil de concluir uma transação, é mais complexo. Flamengo tem orçamento e só vai fazer aquilo que puder cumprir. Até agora estamos satisfeitos com os desfechos. Vamos buscar qualificação do elenco em mais dois setores (um zagueiro e um volante). Não dá para falar de prazo, isso no futebol não existe”, afirmou Caetano.

Na volta das férias, o primeiro dia foi marcado por exames médicos e testes físicos. Pará, Sheik, Jajá, Willian Arão, Jorge, Guerrero, César Martins e Marcelo Cirino deram tiros curtos. Já Juan, Jonas e Márcio Araújo, que renovou por mais um ano, correram em volta do campo.

Fonte: O Dia  (*Vitor Machado)