Tamanho do texto

Al Nasr e Al Hilal são representantes da Arábia Saudita que têm partidas da Liga dos Campeões da Ásia marcadas no país

Al Nasr (azul) é um dos times que teriam jogos marcados no Irã
Getty Images
Al Nasr (azul) é um dos times que teriam jogos marcados no Irã


A federação de futebol da Arábia Saudita proibiu os clubes do país de disputarem partidas no Irã pela atual edição da Liga dos Campeões da Ásia, informou a organização do torneio em comunicado.

A decisão foi anunciada após uma reunião da federação quatro dias após a Arábia Saudita romper relações diplomáticas com o Irã devido ao ataque a duas representações diplomáticas sauditas no país de maioria xiita.

A nota acrescenta que a entidade espera uma decisão da Federação Asiática de Futebol para que os próximos jogos sejam realizados em campos neutros.

LEIA TAMBÉM:
+  Organização do Campeonato Espanhol denuncia cânticos racistas contra Neymar

A Arábia Saudita tem três equipes classificadas para a Liga dos Campeões da Ásia. Segundo o sorteio desta competição, o Al Hilal deveria enfrentar o Trator-Sazi, no Irã, pelo grupo C, em 24 de fevereiro. Em 1º de março, o Al Nasr tem duelo marcado com o Zob Ahan, também em solo iraniano. O outro representante saudita no torneio é o Al Ahly.

O Oriente Médio vive atualmente um período de alta tensão entre sunitas e xiitas devido à execução, no último sábado, na Arábia Saudita, de um destacado clérigo xiita, o que motivou os ataques às sedes diplomáticas sauditas no Irã.

A Arábia Saudita decidiu romper relações diplomáticas com o Irã - medida apoiada e seguida por outros regimes sunitas -, e a potência xiita proibiu hoje a importação de produtos sauditas.