Tamanho do texto

Em documento divulgado pela entidade, presidente solicita afastamento de até 150 dias a partir de 8 de janeiro

Antônio Carlos Nunes assume o comando interino da CBF
Reprodução/Facebook/Federação de Futebol do Pará
Antônio Carlos Nunes assume o comando interino da CBF


Nesta quinta-feira, a CBF divulgou um documento em que Marco Polo Del Nero solicita novo afastamento do cargo de presidente da entidade. Para ficar em seu lugar de forma interina, indica o vice-presidente Antônio Carlos Nunes. 

A licença de Del Nero tem validade a partir do dia 8 de janeiro e pode durar até 150 dias. Segundo o documento, em caso de ausência de Nunes, quem assume o comando é o também vice-presidente Gustavo Dantas Feijó.

Marco Polo Del Nero já havia pedido licença do cargo no mês de dezembro. Na época, quem ficou em seu lugar foi o deputado Marcus Vicente, que deixou o posto no último dia 5, quando Del Nero reassumiu. A volta durou apenas dois dias. 

O presidente licenciado está sendo investigado pelo Comitê de Ética da Fifa, sob a acusação de envolvimento no esquema de corrupção na entidade, deflagrado no último mês de maio. Por conta disso, pode ser banido do futebol a qualquer momento. Assim, utiliza o afastamento do cargo como manobra para conseguir manter pessoas de sua confiança no poder. 

Antônio Carlos Nunes foi eleito vice-presidente também no mês de dezembro, assumindo o lugar deixado por José Maria Marin. Aos 77 anos, é o vice mais velho da entidade, o que o credencia ao cargo de presidente em caso de renúncia definitiva de Del Nero.