Tamanho do texto

Palmeiras somou 59 pontos até agora e, nas contas mais otimistas do técnico, precisaria de mais cinco pontos entre os 36 que ainda tem a disputar para garantir a volta à Série A

Palmeiras é o líder isolado da Série B e faz contas para voltar à elite
CÉLIO MESSIAS/Gazeta Press
Palmeiras é o líder isolado da Série B e faz contas para voltar à elite

Gilson Kleina já calculou que o Palmeiras garantirá a volta à primeira divisão do Brasileiro com 64 pontos, mas prefere conter mais seu discurso nesta reta final. O técnico admite que tem variado seus cálculos até os 66 pontos para o acesso, mas prefere deixar as contas de lado para pensar "jogo a jogo".

Palmeiras volta à Série A? Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Queremos uma pontuação que nos dê tranquilidade", definiu o treinador, líder da Série B com 17 pontos de distância para o quinto colocado, primeiro fora da zona que dá vaga na elite. "Prefiro ainda pensar jogo a jogo e fazer de tudo para entrar na casa dos 60 pontos. Temos que manter sempre os pés no chão e respeitar a todos, mas temos condições."

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias da Série B

O Verdão somou 59 pontos até agora e, nas contas mais otimistas de Kleina, precisaria de mais cinco pontos entre os 36 que ainda tem a disputar. Mas o que o comandante sempre chamou de "número mágico" não está mais tão certo. "Sempre fazemos a conta na rodada, oscilando dois pontos para cima ou para baixo. Com 66 pontos, dá para consolidar o acesso, mas pode mudar para 65, talvez", estimou.

Para não se confundir nos números, a solução é continuar trabalhando por vitórias. Independentemente da quantidade de pontos necessária para subir, somente vencendo que o maior campeão da história do futebol brasileiro se garantirá na Série A no ano do centenário do clube, em 2014. Até porque, na possibilidade mais otimista, a volta à elite só se confirmará irreversivelmente em quatro rodadas.

"Enquanto não consolidarmos o acesso matematicamente, temos que nos mobilizar e saber que no Palmeiras tudo tem que ser em cima da seriedade, incutir essa mentalidade vencedora na cabeça dos jogadores, não podemos entrar na zona de conforto", indicou Kleina.

O técnico, porém, não pode negar a proximidade da subida - nas contas do matemático Tristão Garcia, as chances são de 99%. "A cada rodada, vai aumentar a marcação adversária porque cada time tem sua meta, mas temos que nos sobressair e entender que precisamos da vitória. A cada vitória, a probabilidade aumenta muito", animou-se Kleina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.