Tamanho do texto

Ex-jogador foi detido à noite na cidade de Santana de Paranaíba, na Grande São Paulo

Viola foi detido com uma pistola calibre 380
Futura Press
Viola foi detido com uma pistola calibre 380

O ex-atacante Viola foi preso na noite da última sexta-feira em sua casa, localizada em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo. O ídolo corintiano de 43 anos foi detido pela polícia com as acusações de posse ilegal de arma e desacato. Esta é a segunda vez que ele é preso com problemas ligados a armamento.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Um oficial de Justiça compareceu à residência de Viola na última noite, mas não foi atendido e solicitou reforço até que a polícia foi acionada para realizar a invasão.

O ex-jogador não teria cumprido uma determinação judicial que autorizava sua esposa e filho a deixar a residência. A Justiça expediu um mandado a favor da esposa, mas Viola teria impedido que o filho fosse junto.

Após a invasão, os policiais militares do 20º Batalhão encontraram no local uma pistola calibre 380, um silenciador importado e cerca de 80 munições de vários calibres, entre elas algumas de espingarda calibre 12, mesma arma que, no início de 2006, fez com que o jogador fosse preso pela primeira vez.

Leia mais notícias sobre o Corinthians no iG Esporte

De acordo com a polícia, Viola foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma e munição, além de desobediência judicial e permanecerá preso, pois não há pagamento de fiança em relação ao armamento. Se tivesse sido acusado apenas por desobediência, ele poderia ter assinado um termo para ser liberado.

O ex-jogador apareceu para o futebol no Corinthians no final da década de 80, onde, com muitos gols e irreverência, logo ganhou o carinho da torcida. Teve como principal momento a convocação para a campanha do tetracampeonato na Copa do Mundo de 1994, na qual foi reserva. Atualmente, ele marcava presença em campeonatos de showbol e, eventualmente, atuava em alguns clubes de pouca expressão.

VEJA FOTOS DE OUTROS ATLETAS QUE TIVERAM PROBLEMA NA JUSTIÇA


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.