Tamanho do texto

Aproveitando a abertura da temporada da NFL, preparamos este mini-guia que te explica mais ou menos por cima do que o jogo se trata

NFL vai começar!
Reprodução
NFL vai começar!

Demorou, foram seis meses de longa espera. Mas esta quinta-feira marca a (finalmente) abertura da temporada 2016 da NFL. De hoje até o final do ano – literalmente, dado que a última rodada da temporada regular acontece no dia 1º de janeiro – teremos jogos aos domingos, segundas e, como hoje, às quintas (com a novidade de alguns deles serem transmitidos também via Twitter). 

Antony Curti é colunista no iG Esporte. Confira seus textos aqui

Você pode ter visto várias pessoas comentando sobre o esporte em redes sociais – falando em Twitter, quase sempre figuram no topo dos trending topics as hashtags das emissoras que transmitem os jogos aqui no Brasil – ou então num happy hour com seus amigos. Aproveitando que hoje rola a abertura da temporada da NFL , preparamos este mini-guia que te explica mais ou menos por cima do que o jogo se trata. Parece um esporte completamente diferente do futebol, mas não tanto é o caso, como veremos. 

Ao final da leitura você não estará um expert, mas poderemos dizer que o terreno estará “nivelado” para que você vá atrás de mais conhecimento sobre o jogo. Até hoje – pode ser que neste texto tenhamos exceções – nunca conheci ninguém de mente aberta para quem tenha explicado o futebol americano sem que essa pessoa se interessasse ao menos um pouco. Considerando que a abertura da temporada é hoje e você pode colocar os conhecimentos em prática na partida de logo mais, 21:30h (transmissão da ESPN e do Esporte Interativo no Brasil), entre Denver Broncos e Carolina Panthers, esta será a lição de casa mais divertida que você já teve na vida, garanto. 

É conquista de território tanto quanto o futebol

O futebol (aquele, nosso de todo dia e que mexe com nossos corações na Copa do Mundo) é o pai de todos. Mas todos seus filhos carregam seu DNA e algo em comum: a conquista de território como objetivo máximo do esporte.

No futebol  – o qual chamaremos apenas de futebol, sem aquelas besteiras de falar “soccer” – você marca um gol (palavra que vem de “objetivo”, em inglês) quando a bola atravessa completamente a linha imaginária entre os postes (traves). Existe essa pontuação na NFL também – o field goal, que vale 3 pontos. Mas o principal objetivo é o touchdown que premia 6 pontos a, adivinhe: quando a bola atravessa a linha de fundo de um dos dois times.

Primeira para dez:  vamos conversar sobre NFL?

Só por isso já deu para ter uma noção que ambos são esportes que premiam a conquista de território adversário. Não é por acaso que o futebol e seus filhos – seja o americano ou o rúgbi – são os esportes mais populares do mundo. A Copa do Mundo, a Copa do Mundo de Rubgi e o Super Bowl são verdadeiras alegorias dessa batalha por conquista de território.

Se você não seguir em frente, perde a bola

Tem muita gente que não gosta quando um jogo de futebol fica “empacado” no meio campo sem que os times tentem criar alguma coisa. No futebol americano essa possibilidade não existe. 

Para reter a posse de bola um time, no futebol americano, precisa necessariamente conquistar o território que falamos acima. Não tudo de uma vez, claro. Mas ele terá 4 chances para avançar 10 jardas.

NFL no iG é com Antony Curti
Divulgação
NFL no iG é com Antony Curti

Sim, eu sei que o sistema imperial é algo que só os Estados Unidos usam, mas não se assuste: há várias marcações do “nosso” futebol que também são em jardas. Ou você nunca parou para pensar que era estranho que a distância da bola até a barreira no futebol era de 9,15 metros, uma distância tão quebrada? Isso são 10 jardas. Deu para ilustrar legal agora, né? Nas transmissões, essa linha de onde estão as 10 jardas a serem conquistadas aparece como uma linha virtual laranja na tv. Então fica bem fácil para você identificar. 

Se, por acaso, na quarta tentativa (chamada de “down”/”descida” no futebol americano, em referência a quantas vezes a bola “desceu” a campo) um time não conseguir aquelas 10 jardas originais no conjunto de tentativas, é obrigada a devolver a bola para o adversário. Claro: ele pode simplesmente dar um chute para que o oponente comece mais longe (é um chute igual ao de reposição do goleiro no futebol, chamado de punt) ou então tentar um chute de campo (field goal), no qual são premiados três pontos caso a bola passe entre as traves, tal qual no futebol – a diferença, na prática, é que a trave está acima do chão; é como se você tivesse que fazer com que todo “gol” fosse um pênalti do Roberto Baggio na final da Copa de 1994.

Não é só pancadaria!

A primeira impressão geralmente é a que fica e tem muita gente que se “assusta” com a fisicalidade do esporte. Mas, experiência própria de quem já levou um carrinho no futebol e um tackle na NFL: não tem muita diferença entre os dois. 

Aliás, “carrinho” em inglês nada mais é do que “tackle”. As semelhanças não param por aí nesse sentido. Embora possa parecer que 300 jogadores se machucam por partida, as lesões são parecidas entre os dois esportes – o famoso ligamento rompido no joelho. 

E MAIS:  Suspenso, Tom Brady joga mal na “despedida” dos Patriots antes do exílio

Parece pancadaria, mas os jogadores usam proteção e na maior parte dos casos nada acontece fora a adrenalina em jogo. Em realidade, o futebol americano está longe de ser “só” pancadaria: trata-se de um xadrez entre os técnicos. Tampouco é uma bagunça desorganizada. Enquanto no futebol o improviso e a genilidade de um drible repentino são premiados, a organização impera no futebol americano. Todas as jogadas são esquematizadas e os jogadores sabem exatamente o que fazer: para onde correr, quem bloquear, qual “buraco” conter na defesa e todo o mais. 

Sim, isso tudo acima é apenas o básico: mas espero que deixe o terreno fértil para você aprender cada vez mais e para você se interessar sobre o esporte. Não é pancadaria, é estratégia e é tão conquista de território quanto o futebol que você assiste desde criança. Que tal dar uma chance? Tem jogo quase todo dia! Quinta tem NFL, sexta tem o futebol americano universitário, sábado também. Domingo tem NFL e segunda idem. Você só vai ficar sem na terça e quarta. 

Dê uma chance para NFL. Prometemos que você não vai se arrepender. A gente só não te promete o dinheiro de volta porque... Bem, você não comprou nada. Mas que vai se divertir, ah, isso vai. 

Comentários? Feedback? Siga-me no twitter em @CurtiAntony e curta-nos no Facebook .