Bottas conquistou a pole position no treino deste sábado (01)
Reprodução / Fórmula 1
Bottas conquistou a pole position no treino deste sábado (01)

Dia 1º de maio, o mundo inteiro em especial, e o Brasil em particular, esperando pela 100ª pole position da carreira de Lewis Hamilton, fã declarado de Ayrton Senna, mas... deu Valtteri Bottas no Algarve. O finlandês, que vem numa temporada discreta, apresentando pouco até aqui, realmente surpreendeu a todos.

Nem no bolão da pole, que o narrador Sergio Mauricio comanda todo sábado de corrida, o nome de Bottas foi lembrado pelos especialistas da transmissão. As fichas estavam, claro, distribuídas entre Max Verstappen e Hamilton. O próprio Bottas reconheceu na entrevista pós-treino que a disputa pela pole vinha sendo o ponto fraco dele até aqui na temporada.

Decepcionado, Verstappen até mandou a câmera se afastar quando conversava com o companheiro Sergio Perez, após o treino, tentando entender porque eles, da Red Bull, com pneus macios, ficaram tão longe das Mercedes com pneus médios.

As duas equipes vão largar de pneus médios amanhã e a Red Bull vai ter que remar um bocado, porque Mercedes, pneus médios e o circuito de Portimão parecem combinar bem demais. 

Fato é que, com a frieza característica dos pilotos finlandeses, Bottas marcou a 17ª pole da carreira, passando Felipe Massa e Stirling Moss, que têm 16, e empatando com a lenda Jackie Stewart. 

Você viu?

Vale ficar ligado no GP de Portugal desse domingo. Tem todos os ingredientes para ser uma corridaça! Bottas vai segurar Hamilton? A Red Bull vai conseguir competir com a Mercedes? Respostas amanhã, a partir das, 11h. 

Splash and Go (ou rapidinhas):

- Nosso eterno tricampeão Senna, que, se vivo estivesse, teria 61 anos, e certamente teria somado números muito melhores se não tivesse nos deixado prematuramente num 1º de maio como hoje, há 27 anos, segue influenciando as novas gerações que sequer eram nascidas quando ele nos deixou. O piloto de kart Ricardo Gracia Filho, de 16 anos, que planeja disputar a Fórmula 4 no ano que vem, vai passar a correr com o adesivo "Ayrton Senna sempre" na parte frontal do capacete, na altura do queixo. Que traga sorte a ele.

- E, por falar em gerações, olha que legal: na mesma hora em que o pai Guto Negrão, de 61 anos, disputou a abertura da Endurance Brasil, em Goiânia, neste sábado, o filho André Negrão, de 28, acelerou em outra prova de longa duração, a primeira etapa da Hypercars, em Spa-Francorchamps, na Bélgica. Eu me lembro do André, quase 20 anos atrás, bem pentelhinho, tocando o terror nos paddocks da Stock Car, acompanhando as corridas do pai Guto. Esse aí inala o inigualável perfume de borracha e gasolina queimadas desde que se entende por gente. E hoje já tem no currículo um título de campeão mundial de Endurance e duas vitórias na tradicionalíssima Le Mans, na categoria LMP2. Keep pushing!

- Dezenas de voltas canceladas nos treinos para o GP de Portugal por causa do limite de pista. É preciso que quem organiza e regula a Fórmula 1 faça alguma coisa sobre isso. Chato demais! Esse assunto me dá uma preguiça danada. Prometo não escrever mais sobre isso.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários