Tamanho do texto

David Stern sofreu hemorragia cerebral; ele é apontado como o principal responsável pela popularidade da competição ao redor do mundo

David Stern, maior dirigente da história da NBA arrow-options
NBA Photo
David Stern, maior dirigente da história da NBA

David Stern , ex-comissário da NBA, considerado o maior dirigente da história da liga, morreu nesta quarta-feira, aos 77 anos. Ele estava internado há três semanas, desde que sofreu uma hemorragia cerebral em um restaurante no centro de Nova York, cidade onde faleceu.

É possível dizer que existem duas versões da NBA , a Liga Norte-Americana de Basquete: a de antes de David Stern e a que surgiu depois que ele assumiu o comando, em 1984. Com uma das gerações de jogadores mais talentosa de todos os tempos em quadra - Michael Jordan, Larry Bird e Magic Jonhson são três exemplos - ele transformou a liga em um sucesso global.

Adam Silver, atual comissionário da NBA, lembrou os feitos de Stern em um comunicado:

"Ele pegou a NBA em uma encruzilhada, mas ao longo dos 30 anos ele a transformou em uma NBA moderna e global. Ele lançou uma mídia inovadora e fez parcerias de marketing, ativações digitais e programas de responsabilidade social que levaram a liga para bilhões de pessoas ao redor do mundo. Graças a ele, NBA é uma marca verdadeiramente global".

David Stern entregando prêmio a LeBron James arrow-options
NBA
David Stern entregando prêmio a LeBron James

As mudanças que implementou na NBA foram várias: com ele, sete novas equipes foram criadas e seis franquias mudaram de cidade. A receita com televisão foi multiplicada por 40 e e os salários dos jogadores, que eram na casa dos 250 mil dólares em 1984, saltaram para mais de 5 milhões por mês.

Sob a gestão de Stern, a NBA abriu escritórios fora dos Estados Unidos e passou a disputar partidas oficiais em outros continentes. Foi ele também que permitiu a criação do primeiro "Dream Team", ao liberar a participação dos jogadores da NBA nos Jogos Olímpicos de 1992.

Para completar, David Stern foi o responsável pela criação da WNBA , a liga de basquete feminina, em 1997.

    Leia tudo sobre: NBA