Tamanho do texto

Enes Kanter é acusado pelo governo de Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, de pertencer a uma "organização terrorista"

Enes Kanter, jogador do Oklahoma City Thunder
Divulgação
Enes Kanter, jogador do Oklahoma City Thunder

Depois de ter seu passaporte revogado pelo governo da Turquia, Enes Kater, jogador do Oklahoma City Thunder agora enfrenta um mandato de prisão, acusado por fazer parte "de uma organização terrorista ". A informação foi divulgada no jornal local "The Daily Sabah", que apoia o governo do atual presidente Recep Tayyip Erdogan.

LEIA TAMBÉM: Fezes e ratos! Jogador da NBA se envolve em polêmica com produtora pornô

Em suas redes sociais, o pivô não esconde sua posição política, sendo um grande crítico do regime do atual presidente de seu país de origem. O governo turco teria ainda pedido a inserção do jogador na lista vermelha da Interpool. O pedido ainda está em processo de aceitação e caso acatado, Enes deve ser localizado por demais países e ser preso.

"Você não pode me pegar", escreveu Kanter em seu Twitter, ao lado da capa que o acusa de terrorismo. "Não desperdice sua respiração. De qualquer forma, eu me virei por vontade própria, para cuspir em seus rostos feios e odiosos".


LEIA TAMBÉM: 7 coisas que você não sabia sobre o ídolo Stephen Curry

Detenção em aeroporto

Em 20 de maio de 2017, o pivô turco nascido na Suíça foi detido em um aeroporto na Romênia depois de ter tido seu passaporte cancelado pela embaixada da Turquia. Aos 25 anos de idade, o atleta vinha da Indonésia, onde realizava compromissos de sua fundação, a Enes Kanter Light Foundation, entidade com foco em crianças órfãs, combate à fome, e desenvolvimento da educação e esporte. Em direção aos Estados Unidos, foi parado na Europa Oriental.

"A razão disso tudo é por causa das minhas visões políticas e o cara que fez isso é Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia . Ele é um homem mau e é o Hitler do nosso século. Então eu vou continuar postando, rezem por nós", disse Kanter em vídeo publicado na sua conta do Twitter.

LEIA TAMBÉM: Ex de Kardashian, Lamar Odom revela traições à socialite e consumo de cocaína

Depois de quatro horas, o jogador foi liberado para embarcar em um avião com destino à Londres e de lá, iria para o continente americano. Ao chegar na terra governada por Donald Trump, Enes Kanter escreveu: "Olá, país mais bonito do mundo. Os Estados Unidos da América".

    Leia tudo sobre: NBA
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.