Tamanho do texto

Apesar da punição, o MVP da temporada regular estará presente no sétimo e decisivo jogo das finais, no domingo

Draymond Green, Stephen Curry e Steve Kerr discutem com árbitro
Mark D. Smith-USA TODAY Sports
Draymond Green, Stephen Curry e Steve Kerr discutem com árbitro

A liga de basquete dos Estados Unidos (NBA) anunciou nesta sexta-feira que Stephen Curry e o técnico do Golden State Warriors, Steve Kerr, foram multados em US$ 25 mil cada um por causa de incidentes separados envolvendo o sexto jogo da final da NBA, realizado na noite da última quinta-feira, quando o Cleveland Cavaliers venceu o rival por 115 a 101 , em casa, e empatou em 3 a 3 a série melhor de sete partidas da decisão.

A punição foi anunciada pelo vice-presidente executivo de operações da NBA, Kiki VanDeWeghe, e acabou sendo resultado de atitude antidesportiva de Curry e de reclamações do treinador à arbitragem do confronto, em entrevista coletiva concedida após o duelo realizado na Quicken Loans Arena.

Durante a vitória do Cleveland, até mesmo a esposa de Curry , Ayesha, reclamou da arbitragem do jogo nas redes sociais . Seu marido fora excluído da partida por exceder seis faltas na partida. Sobre isso, ela usou o Twitter para insinuar que a decisão estaria "fraudada por dinheiro... Ou por outra coisa que não que não tenho certeza. Não ficarei calada. Acabei de ver isso ao vivo". Minutos depois, ela apagou a mensagem e pediu desculpas.

Palavra do professor:

Kerr, por sua vez, também detonou os juízes da partida desta quinta-feira e minimizou a revolta do seu jogador. "Ele tem toda razão de ficar bravo. Ele é o Jogador Mais Valioso (MVP) da liga. Ele foi creditado para seis faltas, das quais três delas foram absolutamente ridículas", declarou o comandante, na qual disse que os juízes caíram nas simulações de Kyrie Irving e LeBron James.

"Que fique claro: não perdemos devido à arbitragem. Eles foram muito melhores que nós e Cleveland mereceu a vitória. Mas aquelas seis faltas foram inacreditavelmente inapropriadas para qualquer um, especialmente para o MVP", completou Kerr.

Fala, Curry

Assim que foi marcada a sexta falta, Curry gritou com o juiz, retirou seu protetor bucal e o arremessou para longe, acertando um torcedor sentado perto da quadra. O fã atingido foi Andrew Forbes, filho de Nate Forbes, dono minoritário do Cavaliers. "Já joguei meu protetor antes. Geralmente miro na mesa do placar. Definitivamente não tive a intenção de atingir o torcedor", explicou o camisa 30 dos Warriors.

Stephen Curry discute com árbitro após cometer a sexta falta e sair da partida
Ken Blaze-USA TODAY Sports
Stephen Curry discute com árbitro após cometer a sexta falta e sair da partida

Antes de deixar a quadra em direção aos vestiários, Curry se desculpou e apertou a mão de Forbes. O armador ainda afirmou que gostaria de ter visto Andrew Forbes antes da coletiva, mas ele já tinha ido embora da Quicken Loans Arena.

Apenas multados, Curry e Kerr, desta forma, poderão estar presentes no sétimo e último jogo da final da NBA, que será disputado neste domingo, às 21 horas (de Brasília), em Oakland, na casa do Warriors.

    Leia tudo sobre: nba