Tamanho do texto

Apesar de sofrer com dores nas costas, o brasileiro atuou por 11 minutos, tendo anotado 11 pontos e convertido os seus cinco arremessos de quadra, além de ter obtido um rebote

Leandrinho na marcação sobre LeBron James
NBA Photo
Leandrinho na marcação sobre LeBron James


Numa noite em que Stephen Curry e Klay Thompson foram pouco produtivos, atores secundários, como o brasileiro Leandrinho Barbosa, se destacaram para levar o Golden State Warriors ao triunfo por 104 a 89 sobre o Cleveland Cavaliers, nesta quinta-feira, em Oakland, no primeiro jogo da final da NBA.

Draymond Green somou 16 pontos, 11 rebotes e sete assistências, enquanto Shaun Livingston conseguiu a sua melhor marca na pós-temporada, com 20 pontos. Com isso, o Warriors abriu vantagem na reedição da última final da NBA, vencida pelo time de Oakland, que precisa de mais três triunfos para ser bicampeão.

Curry, com 11, e Thompson, com nove, totalizaram apenas 20 pontos, tendo acertado apenas oito de 27 arremessos de quadra. Cada um converteu apenas um arremesso de três. Mas a atuação discreta dos "Splash Brothers" pouco importou, pois os reservas do Warriors fizeram a diferença com 45 pontos anotados, enquanto os suplentes do Cavaliers anotaram apenas dez.

"Temos falado sobre nossa profundidade nos últimos dois anos. Dependemos de muitas pessoas. Jogamos com muita gente e acreditamos que temos muito talento no banco que pode sair e marcar quando precisamos", disse Steve Kerr, técnico do Warriors. "Assim, é um grande sinal, obviamente, que possamos vencer nas finais sem que esses dois homens façam grandes jogos, mas, na realidade, não nos surpreende. Esta tem sido a nossa equipe nos últimos anos".

Leandrinho foi destaque no Warriors
NBA Photo
Leandrinho foi destaque no Warriors

Em uma série com tantas estrelas em ambos os times, a noite de quinta-feira foi de Livingston, Leandrinho e Andre Iguodala. Apesar de sofrer com dores nas costas, o brasileiro atuou por 11 minutos, tendo anotado 11 pontos e convertido os seus cinco arremessos de quadra, além de ter obtido um rebote.

Iguoada, que foi eleito o Jogador Mais Valioso das finais de 2015, também abriu a série decisiva com uma grande atuação ao somar 12 pontos, sete rebotes e seis assistências, além de ter se destacado na marcação a LeBron James.

"Eu acho que nossos caras fizeram um grande trabalho focado nesses homens", disse o técnico do Cavaliers, Tyronn Lue, sobre a marcação imposta aos Splash Brothers. "Seu banco jogou bem. Então, nós temos que voltar à prancheta e tentar determinar como tirar esses homens do jogo".

O Cavaliers até anotou os primeiros pontos da partida de quinta, mas logo o Warriors assumiu o controle do duelo, fechando o primeiro quarto em vantagem de 28 a 24. No começo do segundo quarto, foi a vez de Leandrinho brilhar, marcando sete pontos, mas depois saindo da quadra e indo ao vestiário para tratar das dores nas costas.

Mesmo assim, o Warriors chegou a abrir uma vantagem de 14 pontos ajudado por uma boa atuação defensiva, indo ao intervalo vencendo por 52 a 43. No terceiro quarto, porém, o Cavaliers se aproveitou da atuação apagada dos Splash Brothers para se aproximar no placar e até ultrapassar momentaneamente o Warriors que voltou a passar à frente, fechando o período em 74 a 68.

No último quarto, então, com Livingston, Iguodada e Leandrinho brilhando, o Warriors chegou a fazer confortáveis 88 a 72, fechando o jogo com tranquilidade por 104 a 89.

Em sua sexta decisão seguida na NBA, LeBron registrou 23 pontos, 12 rebotes e nove assistências pelo Cavaliers, que só acertou 38 1% dos arremessos de quadra. Kyrie Irving anotou 26 pontos, sendo 11 deles através de tiros livres. Já Kevin Love acumulou 17 pontos e 13 rebotes.

Nada disso, porém, foi suficiente para superar o Warriors e seus reservas. Os times voltaram a se enfrentar no próximo domingo, no Jogo 2 da final da temporada 2015/2016 da NBA.

    Leia tudo sobre: nba