Lance

China pode receber duas corridas da temporada de 2020 da Fórmula 1
FORMULA 1 / Divulgação
China pode receber duas corridas da temporada de 2020 da Fórmula 1

A Fórmula 1 questionou se o Circuito Internacional de Xangai poderia sediar duas corridas ainda em 2020, mas o governo da cidade não tomou nenhuma decisão até o momento. O Grande Prêmio da China deste ano, originalmente proposto para meados de abril, foi um dos eventos adiados, devido à pandemia do coronavírus.

Entende-se que é cada vez mais improvável que a Fórmula 1 visite as Américas ou o Vietnã em 2020, e deve se concentrar em realizar outras etapas na Europa, antes das corridas no Bahrein e Abu Dhabi.

Mugello e Portimão, que nunca receberam GPs de Fórmula 1, estão sendo considerados, ao lado de outros locais que já tiveram corridas realizadas anteriormente, como, Hockenheim e Ímola.

Mas os eventos financeiramente lucrativos na Rússia e na China são os eventos mais prováveis de ocorrer, caso os grandes prêmios sejam possíveis fora da Europa Ocidental e das regiões do Oriente Médio.

Em declarações à Estação de Rádio do Povo de Xangai na segunda-feira, o diretor do Sports Bureau da cidade, Xu Bin, disse: “A F1 anunciou que fará as oito primeiras corridas na Europa, sem uma volta na Ásia nesse primeiro momento”.

“O evento originalmente programado foi adiado para a segunda metade do ano.”

“A FOM perguntou se poderíamos realizar duas corridas em Xangai. Não foi decidido. Vai depender da situação da pandemia.”

A Fórmula 1 está se esforçando para realizar pelo menos 15 corridas este ano, a fim de satisfazer os contratos existentes com as emissoras de TV.

O Circuito Internacional de Xangai realiza o Grande Prêmio da China de F1, anualmente desde 2004.

    Veja Também

      Mostrar mais