Lance

Lance

Sebastian Vettel
Lars Baron/Getty Images
Sebastian Vettel

A Ferrari e Sebastian Vettel decidiram em conjunto não estender o contrato atual do alemão como piloto da Scuderia, que termina no final da temporada 2020 da Fórmula 1.

Mattia Binotto, chefe de equipe, afirmou que a decisão foi tomada “sem nenhuma razão específica” e que era hora de ambos seguirem seus caminhos separados.

“Essa é uma decisão tomada em conjunto por nós e Sebastian, que ambas as partes acham que é o melhor. Não foi uma decisão fácil, considerando o valor de Sebastian como piloto e como pessoa. Não havia nenhuma razão específica que levou a essa decisão, além da crença comum e amigável de que chegara a hora de seguirmos caminhos separados para alcançar nossos objetivos”, disse Binotto em comunicado.

Vettel venceu 14 vezes em seus cinco anos de Ferrari, mas o objetivo do alemão de conquistar o título mundial pela equipe italiana não foi alcançado.

“Sebastian já faz parte da história da Scuderia, com suas 14 vitórias em Grand Prix, tornando-o o terceiro piloto mais bem-sucedido da equipe, enquanto ele também é quem marcou mais pontos. Em nossos cinco anos juntos, ele terminou entre os três primeiros do campeonato de pilotos três vezes, dando uma contribuição significativa à presença constante da equipe nos três primeiros da classificação dos construtores”, disse Binotto.

“Em nome de todos na Ferrari, quero agradecer a Sebastian por seu grande profissionalismo e pelas qualidades humanas que ele demonstrou ao longo desses cinco anos, durante os quais compartilhamos tantos grandes momentos. Ainda não conseguimos conquistar um título mundial juntos, o que seria um quinto para ele, mas acreditamos que ainda podemos tirar muito proveito desta temporada incomum de 2020”.

Apesar dos rumores sobre o valor do novo contrato de Vettel com a Ferrari afirmando que ambos não chegaram em um acordo financeiro, o tetracampeão minimizou os valores e afirmou que “é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia”.

“Meu relacionamento com a Scuderia Ferrari terminará no final de 2020. Para obter os melhores resultados possíveis neste esporte, é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia. Eu e a equipe percebemos que não há mais um desejo comum de permanecer juntos até o final desta temporada. Questões financeiras não tiveram parte nesta decisão conjunta. Não é assim que penso quando se trata de fazer certas escolhas e nunca será”, disse Vettel.

“O que está acontecendo nos últimos meses levou muitos de nós a refletir sobre quais são nossas verdadeiras prioridades na vida. É preciso usar a imaginação e adotar uma nova abordagem para uma situação que mudou. Eu próprio reservarei o tempo necessário para refletir sobre o que realmente importa quando se trata do meu futuro.

“A Scuderia Ferrari ocupa um lugar especial na Fórmula 1 e espero que obtenha todo o sucesso que merece. Finalmente, quero agradecer a toda a família Ferrari e, acima de tudo, aos seus ‘tifosi’ em todo o mundo, pelo apoio que eles me deram ao longo dos anos. Meu objetivo imediato é terminar minha longa passagem pela Ferrari, na esperança de compartilhar mais alguns momentos bonitos juntos, para adicionar a todos aqueles que desfrutamos até agora.”

Sobre a dupla de pilotos da Ferrari para 2020, Carlos Sainz (McLaren) e Daniel Ricciardo (Renault) parecem os favoritos para a vaga do alemão.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários