Tamanho do texto

Segundo o site "Motorsport", os diretores do circuito de Zandvoort e a organização da categoria já possuem acordo assinado

Carros em ação no GP da Holanda de 1982
Getty Images
O circuito de Zandvoort recebeu o GP da Holanda com poucas ausências entre 1952 e 1985. Etapa poderá voltar à Formula 1 em 2020.

A Holanda pode estar próxima de voltar à Fórmula 1 depois de 35 anos de ausência. Segundo informações do veículo especializado "Motorsport", o promotor do circuito de Zandvoort e a organização da categoria já teriam um acordo assinado para a realização da prova.  A nova etapa deverá substituir a o Grande Prêmio da Espanha, que ainda não possui acordo para 2020.

Leia também: Ayrton Senna segue como um dos maiores ídolos do Brasil, 25 anos após sua morte

A decisão da  Fórmula 1  em voltar a realizar o GP da  Holanda  é baseada no sucesso de Max Verstappen. Um dos prodígios da categoria tem atraido cada vez mais o interesse dos fãs da categoria no país. Logo, os dirigentes da competição enxergaram na realização da etapa uma grande oportunidade comercial.

$

O circuito escolhido para sediar a prova foi Zandvoort, que já sediu edições passadas da etapa. Ao todo, foram disputadas 30 provas oficiais no autódromo entre 1952 e 1985 (com três interrupções). O maior vencedor da prova é o britânico bicampeão mundial Jim Clark, que alcançou o alto do pódio na Holanda em 4 oportunidades. 

A nova etapa da categoria deverá substituir o GP da  Espanha . O circuito da Catalunha, que sedia a prova desde 1991 está na lista de autódromos que não renovaram contrato com a categoria e deverá ficar de fora da temporada 2020 da Fórmula 1. Além dele, Silvestone (Inglaterra), Hockenheim (Alemanha) e o circuito da Cidade do México e Monza (Itália) não possuem acordos para a próxima temporada. 

Carros disputando o GP da Espanha em 2012
Getty Images
Após 34 anos, GP da Espanha pode voltar a ficar de fora do calendário da Fórmula 1.

Enquanto a inclusão do GP da  Holanda  no calendário da Fórmula 1 a para 2020 não é anunciada, os fãs aproveitam o começo eletrizante da atual temporada. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton, ambos da Mercedes, estão na liderança do campeonato separados por apenas um ponto (87 do finlandês contra 86 do inglês). Vettel e Leclerc seguem na cola da dupla.