Tamanho do texto

Com vitória, alemão ampliou em 14 pontos a vantagem na ponta do Campeonato sobre o britânico Lewis Hamilton, que ficou na 4ª colocação

A Ferrari interrompeu neste domingo uma série de quatro corridas sem vitória e fez dobradinha no Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1 , na pista de Hungaroring, com Sebastian Vettel em primeiro e Kimi Raikkonen em segundo lugar.

Leia também: Pilota de 19 anos quer provar que mulheres podem, sim, competir na F1

Com isso, Vettel ampliou para 14 pontos sua vantagem no campeonato sobre o britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, que terminou na quarta colocação, atrás de seu companheiro de equipe, o finlandês Valtteri Bottas.

Sebastian Vettel venceu o GP Hungria de Fórmula 1 e fez dobradinha ao lado de Kimi Raikkonen
Reprodução/Twitter/ScuderiaFerrari
Sebastian Vettel venceu o GP Hungria de Fórmula 1 e fez dobradinha ao lado de Kimi Raikkonen

Em determinado momento, a Mercedes pediu que Bottas cedesse seu lugar para Hamilton, que dizia poder alcançar Raikkonen e Vettel, mas prometendo lhe devolver a posição caso o tricampeão não conseguisse a ultrapassagem. Como o britânico não superou a Ferrari, o finlandês retornou à terceira posição, na última volta, e subiu no pódio.

Leia também: Senna e Schumacher já protagonizaram batidas propositais na Fórmula 1; relembre

A zona de pontos foi completada por Max Verstappen (Red Bull), Fernando Alonso (McLaren), Carlos Sainz (Toro Rosso), Sergio Pérez (Force India), Esteban Ocon (Force India) e Stoffel Vandoorne (McLaren).

O outro piloto da Red Bull, Daniel Ricciardo, foi forçado a abandonar por causa de um torque do próprio Verstappen logo depois da largada. "Estou irritado porque quem me tirou foi meu companheiro de equipe. Hoje ele demonstrou ser muito jovem", atacou o australiano.

Campeonato

Com o resultado, o alemão subiu para 202 pontos na classificação, 14 a mais que os 188 de Hamilton - antes do GP da Hungria, a diferença entre eles era de apenas um ponto. Bottas segue em terceiro na tabela, com 169.

"Estou comovido, muito feliz, essa é a Ferrari que eu quero", declarou o presidente da escuderia de Maranello, Sergio Marchionne, em meio a abraços e apertos de mão nos boxes da equipe.

Leia também: Cartas de amor de fundador da Ferrari são leiloadas na Itália por R$ 131 mil

Agora a Fórmula 1 inicia uma pausa para as férias de verão na Europa, com a volta às pistas marcada para 27 de agosto, no Grande Prêmio da Bélgica, em Spa-Francorchamps. Com isso, Vettel manterá a liderança por, pelo menos, mais um mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.