Tamanho do texto

Mostra incluirá todos os carros que o tricampeão mundial conduziu durante sua carreira na Fórmula 1: Toleman, Lotus, McLaren e Williams

O Museu da Lamborghini receberá entre os dias 12 de abril e nove de outubro, uma mostra sobre a vida do piloto brasileiro Ayrton Senna. Localizado na cidade de Sant'Agata Bolognese, no norte da Itália, foi inaugurado em 2001 e está ligado à fábrica da empresa no país.

Leia também: Sobrinho de Ayrton, Bruno Senna relembra diversão com o tio na infância; assista

A mostra tem como pretexto lembrar um test drive feito pelo tricampeão mundial de Fórmula 1 em 1993, na cidade portuguesa de Estoril. Na ocasião, o brasileiro utilizou uma McLaren com o motor da marca italiana. Além disso, a exposição terá todos os carros guiados por Ayrton Senna na principal categoria do automobilismo mundial.

Museu da Lamborghini localizado na Itália fará homenagem ao brasileiro Ayrton Senna
Divulgação
Museu da Lamborghini localizado na Itália fará homenagem ao brasileiro Ayrton Senna

Os visitantes que comparecerem ao Museu da Lamborghini terão acesso à uma mostra de imagens com curadoria do fotógrafo Ercole Colombo e do jornalista e escritor Giorgio Terruzzi, autor do livro "Suite 200 - L'ultima notte di Ayrton Senna", lançado em 2014. A publicação romanceia a noite que antecedeu o 1º de maio de 1994, data de morte do piloto.

Leia também: "Ayrton Senna não era deste planeta. Era de outra dimensão", diz Galvão Bueno

Na iguauguração, o CEO da Lamborguini e ex-chefe de equipe da Ferrari na Fórmula 1, Stefano Domenicali, estará presente. O museu da marca de automóveis de luxo fica em Sant'Agata Bolognese, comunidade na região da Emília-Romanha, província de Bolonha, na Itália.

O local fica aberto de segunda a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 13h e das 14h às 19h.

Leia também: Galvão Bueno sobre amizade com Ayrton Senna: "A gente se divertia demais"

Carro da Lamborghini para Senna

Na necessidade de um carro mais competitivo, Ron Dennis e a McLaren aceitaram o "presente" de Bob Lutz, à época chefe de desenvolviemtno global do Grupo Chrysler, proprietário da Lamborghini desde 1987.O carro foi batizado de "McLambo" e Ayrton Senna chegou a fazer testes para impedir o tetra campeonato de Alain Prost, em 1993, mas Ron Dennis não deixou que ele utilizasse em corridas e, apesar de vencer as duas últimas provas, não impediu o título do francês.