Tamanho do texto

"A família decidiu conduzir a sua recuperação de maneira privada, e eu devo respeitar isso"

Michael Schumacher se acidentou em 2013 e desde então nunca mais apareceu em público
Ferrari/Divulgação
Michael Schumacher se acidentou em 2013 e desde então nunca mais apareceu em público

Pouco se sabe sobre o real estado de saúde do ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher, que sofreu um acidente de esqui em 2013 e, desde então, luta dia após dia pela vida. Em declarações à BBC Sport, Ross Brawn, que é amigo pessoal do alemão e foi seu chefe na Benetton e também na Ferrari, revelou uma pequena e animadora evolução no quadro do amigo.

E mais:  Advogado de Schumacher nega que ex-piloto consiga andar

"Há sinais de melhora. Seu estado de saúde mostra progressos a cada dia", disse Brawn sobre Schumacher . "A família decidiu conduzir a sua recuperação de maneira privada, e eu devo respeitar isso. Existem sinais encorajadores e nós rezamos todos os dias para ver mais sinais como esses", continuou o dirigente, sem dar maiores detalhes.

"Fica complicado para eu falar muita coisa e, ao mesmo tempo, respeitar a privacidade da família. Tudo que posso dizer é que existe muita especulação sobre o estado de saúde do Michael, sendo que a maior parte é equivocada. Mas tudo que podemos fazer é rezar e ter esperança de que continuemos a ver progresso e que, em um dia, possamos vê-lo recuperado das terríveis lesões que sofreu", finalizou.

Confira:  Schumacher "poderia estar trapaceando" na temporada em que Senna morreu

Veja fotos da carreira de Schumacher


Outras informações

Recentemente, Felix Damm, advogado da família de Schumi e que sempre está em contato com o ex-piloto e que sempre, contou à Justiça alemã que o heptacampeão mundial de Fórmula 1 "infelizmente, não pode caminhar" nem com o auxílio de médicos e terapeutas.

Ele se manifestou depois que a revista "Buntle" divulgou que ele havia caminhado e levantava um dos braços com a ajuda dos terapeutas. Ainda na mesma época, a porta-voz oficial da família, Sabine Kehm, informava que o "relatório apresentado não era verdadeiro" e que "tamanha especulação é irresponsável porque dá falsas esperanças para muitas pessoas envolvidas".

Veja:  Massa diz que se inspirou em Schumacher para anunciar adeus à Fórmula 1

Michael Schumacher sofreu um grave acidente de esqui nos alpes franceses no dia 29 de dezembro de 2013, batendo a cabeça nas pedras e ficando internado em coma por muitos meses após passar por diversas cirurgias. Desde setembro de 2014, a família o levou para casa, onde ele recebe acompanhamento e tratamento 24 horas por dia.