Tamanho do texto

“Ayrton Senna Parede” é homenagem ao tricampeonato de Fórmula 1 conquistado pelo piloto brasileiro em 20 de outubro de 1991


Esculturas da exposição Ayrton Senna Parede
Divulgação
Esculturas da exposição Ayrton Senna Parede


Nesta quinta-feira, 20, esculturas em homenagem ao brasileiro Ayrton Senna poderão ser encontradas em 12 pontos distintos da cidade de São Paulo e região. Os aeroportos de Congonhas e Guarulhos, a FIESP (Federação das Indústrias de São Paulo), o Clube Pinheiros, os shoppings Morumbi, Eldorado e Anália Franco e o Colégio Rio Branco, onde o piloto estudou, são alguns dos locais.

Leia mais: Relembre dez frases marcantes de Senna

Feitas de aço pelo artista plástico Rafael Sanches, cada peça representa uma temporada disputada por Ayrton Senna de 1984 a 1994. Além disso, retratam um momento inesquecível na carreira do piloto e estarão expostas do dia 20 de outubro a 15 de novembro.  Após esta data, a coleção “Ayrton Senna Parede” será transferida para o Autódromo de Interlagos, onde ficará por tempo indeterminado.

Leia mais: Schumacher "poderia estar trapaceando" na temporada em que Senna morreu

Em parceria do Instituto Ayrton Senna com a BB Editora, o projeto é uma homenagem aos 25 anos do tricampeonato mundial de Fórmula 1, conquistado em 1991. As comemorações da data anos continuam com planos para o lançamento do livro “Ayrton Senna, um herói moldado de alma, coração e aço”, que contará com rascunhos e esboços das esculturas com textos retratando cada uma delas. O desenvolvimento da ação pode ser acompanhado também pelas redes sociais através da hashtag #HeróideAço.

 25 ANOS DO TRICAMPEONATO MUNDIAL DE F1

Considerado um dos maiores pilotos da história, Ayrton Senna fez sua primeira aparição na Fórmula 1 durante o Grande Prêmio do Brasil em março de 1984. Em 1988 entrou para a equipe da McLaren e se tornou campeão mundial pela primeira vez. No ano seguinte, conquistou o vice-campeonato atrás do francês Alain Prost, seu colega de equipe e maior rival.  O piloto escreveu seu nome na história do automobilismo tendo conquistado o bicampeonato em 1990 e um ano depois, o tri, seu último título no esporte. Na época, a última conquista deu a Senna o mérito de piloto mais jovem a vencer um tricampeonato na Fórmula 1, no dia 20 de outubro de 1991. O ídolo brasileiro faleceu em 1994 na Itália, durante o Grande Prêmio de San Marino.

Leia mais: Hamilton se iguala a ídolo Ayrton Senna

Confira fotos inéditas da carreira de Ayrton Senna




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.