Luca Corberi arremessou um para-choque em direção a Paolo Ippolito
Reprodução
Luca Corberi arremessou um para-choque em direção a Paolo Ippolito

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta segunda-feira (5) que abriu uma investigação sobre os incidentes causados pelo piloto italiano Luca Corberi em uma etapa do Mundial de Kart em Lonato, na Itália.

Corberi, que já foi campeão mundial da categoria, abandonou a prova após uma colisão com Paolo Ippolito . Enfurecido, o italiano pegou o para-choque do seu kart e arremessou no meio da pista para tentar atingir o rival. As imagens foram gravadas e viralizaram nas redes sociais.


Depois da prova, novas imagens mostraram Corberi, de 23 anos, aparecendo nos boxes e empurrando e socando Ippolito. O kartista ainda contou com a ajuda do pai na agressão , que é o proprietário do kartódromo onde a etapa ocorria.

O ex-piloto brasileiro Felipe Massa , que é presidente do Conselho Internacional de Kart (CIK) da Fia , garantiu que Corberi e seu pai vão ser responsabilizados pelo caso. Já o britânico Jenson Button, campeão mundial de F1 em 2009, pediu para que os dois sejam banidos para sempre do automobilismo.


"Luca Corberi destruiu qualquer chance que ele tinha de fazer carreira no automobilismo depois do seu comportamento repugnante no Mundial de Kart. O pai dele é dono do circuito e foi visto empurando outro cara na parede. Esses idiotas devem ser banidos pelo resto da vida, por favor" escreveu Button.

Corberi foi desqualificado da etapa, assim como Ippolito, em decorrência da sua participação na batida que ocasionou a polêmica.

A prova foi vencida pelo francês Jeremy Iglesias, que foi seguido pelos holandeses Marijn Kremers e Bas Lemmers.

A sequência de incidentes causados por Corberi motivou o piloto a anunciar sua aposentadoria do automobilismo. O italiano pediu desculpas pela atitude "vergonhosa" que teve e afirmou que deixará o esporte de maneira imediata.

    Veja Também

      Mostrar mais