Tamanho do texto

Empresário Richard Branson estava bêbado e tudo aconteceu durante jantar em um restaurante, em 2009. O piloto em questão é Jenson Button

Jessica Michibata, mulher de Jenson Button, campeão da Fórmula 1 em 2009
Arquivo pessoal
Jessica Michibata, mulher de Jenson Button, campeão da Fórmula 1 em 2009

O ex-piloto da Fórmula 1 Jenson Button , campeão da categoria em 2009, lançou recentemente sua autobiografia e revelou um dos episódios mais embaraçosos que vivenciou durante seu carreira dentro do esporte.

Leia também: "Por que não falam a verdade sobre Schumacher?", questiona ex-agente

Durante evento para o GP da Austrália de Fórmula 1 , Button, seu pai, seu agente Richard Goddard, a namorada Jessica Michibata e alguns amigos saíram para jantar. No mesmo restaurante estava o magnata britânico Richard Branson, um dos homens mais ricos do mundo - e foi ele o causador de toda polêmica.

Jessica Michibata e Jenson Button durante um Grande Prêmio da Fórmula 1
Divulgação
Jessica Michibata e Jenson Button durante um Grande Prêmio da Fórmula 1

De acordo com o ex-piloto, tudo começou quando ele se levantou para ir ao banheiro. Naquele momento, Branson, que já estava bêbado, aproximou-se da mesa onde estava Button, sentou-se ao lado de Jessica e disse: "Pare de me olhar". A bela modelo japonesa não entendeu o que estava acontecendo e, desde então, o milionário começou a perseguí-la no local.

Leia também: Michael Schumacher está "muito fraco" e família cogita seguir tratamento nos EUA

E o conquistador seguiu tentando

Diante da constante insistência e persistência do homem, Goddard falou para o  magnata. "Olha, acho melhor você sair daqui ou você será espancado quando Jenson retornar do banheiro". Mas Richard Branson seguiu tentando conquistar a mulher do piloto, que na época defendia a equipe Brawn.

Richard Branson, o magnata britânico que tentou conquistar a mulher de Jenson Button em um restaurante
Divulgação
Richard Branson, o magnata britânico que tentou conquistar a mulher de Jenson Button em um restaurante

"Fiquei furioso ao voltar para e encontrar esse homem com a mão no rosto da minha namorada", escreveu Button em seu livro. "Já basta, isso é muito desrespeito", disse o piloto ao empresário, que, enfim, decidiu deixar a moça em paz.

Leia também: Rubens Barrichello vira motorista de Uber: "Não poderei acelerar como na F1"

Segundo o ex-piloto da Fórmula 1, Richard Branson o telefonou no dia seguinte e pediu desculpas pelo ocorrido. A autobiografia de Jenson Button, que atualmente está com 37 anos de idade e fez sua última corrida neste ano de 2017, em Monaco, se chama "A vida no limite".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas