Tamanho do texto

"Vettel não é um problema para a Ferrari, muito menos a solução", disse o diretor-técnico da escuderia italiana, Maurizio Arrivabene

O tetracampeão mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel, com o diretor da Ferrari, Maurizio Arrivabene
Reprodução
O tetracampeão mundial de Fórmula 1, Sebastian Vettel, com o diretor da Ferrari, Maurizio Arrivabene

O diretor-técnico da Ferrari, Maurizio Arrivabene, nesta sexta-feira, fez um balanço da temporada da escuderia italiana na Fórmula 1 neste ano - ocupa a terceira colocação no mundial de construtores, com 313 pontos, atrás da Mercedes e Red Bull - e deu uma "alfinetada" no piloto alemão Sebastian Vettel, tetracampeão mundial da categoria, atualmente na quinta colocação no mundial de pilotos, com 153 pontos.

LEIA MAIS:  Lewis Hamilton brinca com pilotos no Snapchat durante coletiva da F1

"Vettel não é um problema para a Ferrari, muito menos a solução. Ele faz parte do time e, como todos, é uma das soluções para atingir certos objetivos. Os dois pilotos são importantíssimos. O nosso interesse é que todos trabalhem pela equipe. E Seb, para o bem ou para o mal, está fazendo isso. Portanto, não é o problema", disse o diretor -técnico em entrevista no Japão, onde acontece o Grande Prêmio de Suzuka.

LEIA MAIS:  Schumacher "poderia estar trapaceando" na temporada em que Senna morreu

"Há, às vezes, algumas distrações, outros problemas. Eu vi grandes pilotos antes dele e ninguém está disposto a jogar a primeira pedra contra Vettel porque todos cometem erros", continuou o chefão da equipe. 

RENOVAÇÃO COM VETTEL

Insatisfeito com a quinta colocação do alemão, Arrivabene, quando questionado se uma possível renovação de contrato com Sebastian, válido até o final de 2017, iria aumentar a confiança dele, assim como foi com Schumacher, não teve medo de responder.  

“Eu não acho que podemos conquistar sua confiança com renovações. Hoje em dia no esporte, as coisas mudaram um pouco. O que funcionou com Michael (Schumacher) pode não funcionar com Sebastian. Ele precisa focar no carro, é uma pessoa que se entrega bastante, o que significa que ele se interessa por tudo um pouco. Por isso que as vezes precisamos tentar trazer seu foco de volta, lembrar que ele tem que focar no trabalho principal dele que é vencer corridas”, afirmou Arrivabene. 

LEIA MAIS:  Piloto da Fórmula 1 sofre acidente de bicicleta ao atropelar uma galinha

“Sebastian possui um contrato com a gente. Trabalhamos juntos este ano e, provavelmente, vamos trabalhar juntos o próximo. A partir daí, vamos analisá-lo durante a temporada. Cada um de nós possui um objetivo, eu tenho o meu, a equipe tem o dela e Sebastian tem o dele, é natural. Por isso, não importa quem seja, é justo que a pessoa conquiste seu espaço e seu salário através de seu trabalho”, finalizou o diretor e chefe da Ferrari.

*Com Ansa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.