Alex Teixeira tem reestreia no Vasco com pedidos da torcida, quase gol e anticlímax por empate
Lance!
Alex Teixeira tem reestreia no Vasco com pedidos da torcida, quase gol e anticlímax por empate


O Vasco sabia que tinha um jogo importante para de fato engrenar na temporada pela frente. Mas o confronto com a Chapecoense marcava muito mais do que apenas a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Depois de quase 13 anos, Alex Teixeira retornou para casa e fez a reestreia pelo clube que o formou. Aos 15 minutos do segundo tempo, os gritos pelo jogador deram resultado e Emílio Faro acionou o grande reforço do time nesta janela de transferências.

Os primeiros momentos não foram de um super destaque no 0 a 0 com a Chapecoense. Ainda tímido e sem ritmo de jogo, Alex teve uma boa oportunidade de marcar aos 37 minutos do segundo tempo. Nene cobrou escanteio pelo lado direito, a bola passou por todo mundo, inclusive pelo goleiro Saulo, mas o atacante cabeceou para fora. Sem entrar em campo desde maio, o atleta ainda tem um longo caminho pela frente.

AdChoicesPUBLICIDADE Mas o clima foi bom e de muita comoção com ele. Antes, durante e depois da partida, quando Alex Teixeira passou um bom tempo atendendo torcedores antes de deixar São Januário. Anunciado há mais de duas semanas, o jogador foi apresentado 10 dias antes aos cruz-maltinos antes do duelo com o Ituano e vinha se preparando para a estreia. Aos 32 anos, ele acertou com o clube após rescindir com o Besiktas, da Turquia, e recusou ofertas interessantes para ajudar o clube onde foi formado.

Veja a tabela da Série B do Brasileiro

​De acordo com o "SofaScore", Alex esteve 29 minutos em campo. Ele tocou 23 vezes na bola e teve 75% de eficiência. Errou o cruzamento e a bola longa que tentou, teve duas finalizações para fora e uma grande chance perdida. Perdeu a posse sete vezes e deu uma interceptação.

Alex Teixeira chegou ao Vasco aos sete anos e subiu para o profissional em 2008. No total, soma 95 jogos, 13 gols e 14 assistências. Antes de ser vendido para o Shakhtar Donetsk em janeiro de 2010, ganhou o título da Série B em 2009, ano que entrou em campo com a camisa cruz-maltina pela última vez. A despedida em São Januário tinha sido na vitória por 3 a 0 sobre a Campinense em agosto.

EMPATE QUEBRA O CLIMA

O Vasco goleou o CRB na última rodada e mostrou que poderia voltar a viver um bom momento na temporada após a demissão de Maurício Souza. No entanto, se naquela partida São Januário pulsou com o futebol simples e eficiente, desta vez faltou qualidade. Foi uma atuação ruim, potencializada, claro, pela arbitragem mal conduzida. Mesmo assim, o fim dos 100% de aproveitamento de Emílio Faro deixam uma mensagem de que ainda falta caminhar nessa onda de evolução.

Com o resultado, o Cruz-Maltino fica em segundo lugar com 39 pontos. A Tombense, em quinto, tem 32. O Vasco volta a entrar em campo no próximo dia 9 de agosto, quando visita a Ponte Preta às 20h30, no Moisés Lucarelli.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários