Perfil: Como pode jogar o Manchester United de Erik Ten Hag
Luan Fontes*
Perfil: Como pode jogar o Manchester United de Erik Ten Hag


Muitas vezes quando se pensa sobre o futebol holandês, vem na cabeça aspectos como o futebol total, marcado por um estilo de jogo bonito e de ataque, ou sobre figuras como Johan Cruyff e clubes como o Ajax. Tudo isso faz parte da mentalidade de treinadores holandeses de diversas gerações. Não é diferente com Erik Ten Hag, novo técnico do Manchester United.

O holandês chegou ao Manchester United para tentar mudar o histórico recente do clube com relação a técnicos, já que desde 2013, quando Alex Ferguson anunciou sua aposentadoria, a equipe teve cinco treinadores que não conseguiram manter a regularidade nas brigas por títulos. Veja a seguir qual pode ser a cara dos Red Devils sob o comando de Ten Hag.

MONTANDO A EQUIPE
Um dos esquemas preferidos de Ten Hag é o 4-3-3, que foi a formação que ele mais usou em sua passagem pelo Ajax. Este é um dos esquemas táticos mais comuns entre equipes ofensivas e intensas.

Ten Hag varia pouco o seu modelo de jogo, baseando-se no que tem à disposição. O holandês usou por muitas vezes no Ajax um esquema com o falso 9. Na temporada 2018/19, o time que eliminou a Juventus e o Real Madrid na Champions League, onde chegou até às semifinais, era organizado desta forma. Na equipe titular, Tadic era teoricamente o atacante central, porém ele atuava mais recuado, ajudando na criação pelo meio, liberando os pontas. Com Huntelaar, a formação mudava e a equipe tinha um 9 fixo.

+ Luis Suárez define futuro, Vagner Love acerta retorno para o Brasil… O Dia do Mercado!

COMO JOGARÁ O UNITED?
Atacando em bloco, as equipes de Erik Ten Hag são capazes de levar vários jogadores ao ataque. Com isso, o volante de defesa acaba mantendo seu posicionamento um pouco mais centralizado e recuado na linha de meio-campo, enquanto os dois outros meias centrais acabam subindo para ajudar na transição, movimentando-se de maneira bem vertical.

O time do técnico holandês desenvolve uma espécie de jogo curto, que favorece os pontas que cortam para dentro, fazendo com que eles alternem posições entre si e sobrecarreguem um determinado lado do campo, liberando apenas o lateral que está no lado oposto para jogar com mais espaço.

A prioridade é sempre ter a bola e construir o jogo da defesa para o ataque, visando desestabilizar a configuração do esquema defensivo do adversário.

+ Premier League impõe proibições nos estádios para a próxima temporada

A construção da transição ofensiva pelo setor defensivo se inicia sempre com uma saída de três, porém variando as peças, na qual se alterna jogadores de defesa, meio e laterais. Assim pode ser feito com dois zagueiros e um lateral direito ou esquerdo, dois zagueiros e um volante, entre outras variáveis. O intuito é sempre deixar a marcação rival confusa.

Laterais ten hag

Laterais avançam e atacam por dentro (Divulgação)

Outra coisa que o Manchester United pode ter é uma postura mais agressiva da zaga na construção do jogo. No Ajax, muitas das vezes, é possível ver zagueiros bastante técnicos com a bola, não só tendo um passe entre linhas apurado, mas conduzindo a bola até o meio-campo para jogar quase como volantes. Um dos que desempenhavam esta função no clube holandês com Ten Hag era o argentino Lisandro Martinez, que foi contratado pelo clube para a temporada e deverá fazer nos Red Devils.

Outro ponto importante também é a chegada dos laterais por dentro, deixando os pontas abertos e jogando como meias centrais. Além disso, outra parte da construção é baseada na formação do meio-campo, que às vezes pode contar com três meias alinhados ou dois volantes e um meia-armador. Neste caso, um volante sempre se movimenta mais, ajudando a defesa na saída e na ligação ao ataque. Essa função pode ser exercida pelo brasileiro Fred, ou até mesmo por Martínez.

Defensivamente, o comportamento não deve ser muito diferente de equipes que possuem o DNA do futebol ofensivo, visto que usará uma linha bem alta para pressionar e encurralar o adversário assim que perder a bola.

Outra forma de pressão será em uma espécie de marcação zonal, na qual se construirá uma vantagem numérica em um determinado setor do campo. Assim, por exemplo, se o adversário estiver com dois jogadores em uma situação de posse, estes são cercados por três jogadores do United.

Linha alta ten hag

United posicionado em linha alta (Divulgação)

Contra o Aston Villa, seu último jogo amistoso disputado até o momento, o Manchester United atuou já com esta formação, tendo como seu onze titular o goleiro De Gea; a linha defensiva formada por Dalot (lateral-direito), Maguire (zagueiro), Lindelof (zagueiro) e Luke Shaw; o meio-campo com Van De Beek, Fred e Bruno Fernandes; no ataque, Sancho, Martial e Rashford.

Após o bom trabalho desenvolvido no Ajax, Ten Hag tem a grande chance de sua carreira até aqui. Basta saber se o holandês terá o tempo e a paciência necessária tanto por parte da torcida (sedente pela retomada do protagonismo do maior campeão inglês), quanto por parte da familia Glazer (pressionada por resultados expressivos em sua gestão).

*Estagiário sob supervisão de Tadeu Rocha

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários