Cotas aos patrocinadores e pagamento por bitcoin: a engenharia financeira do São Paulo por Galoppo
Rafael Ribeiro
Cotas aos patrocinadores e pagamento por bitcoin: a engenharia financeira do São Paulo por Galoppo


Giuliano Galoppo chegou ao São Paulo . O meia, contratado por US$ 6 milhões (aproximadamente R$ 31,5 milhões) junto ao Banfield, da Argentina, foi apresentado oficialmente, escolheu a camisa 14, assinou até 2027 e está liberado pelo BID (Boletim Informativo Diário) da CBF para estrear pelo Tricolor às 20h (de Brasília) contra o América-MG, no Morumbi, pelo duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil .


GALERIA
+ Veja as chances de título, classificação à Libertadores e rebaixamento ao fim do 1º turno do Brasileirão

Até aí, tudo certo. Mas a dúvida ao torcedor são-paulino persiste. Afinal quem pagou por Galoppo? O que foi feito para um clube que deve cerca de R$ 700 milhões e adota desde o começo do ano o discurso da austeridade despender tamanha quantia em um meia que se tornou a maior transferência da história do Morumbi?

O LANCE! apurou que o assunto é delicado. Ao ponto do silêncio permanecer mesmo quase duas semanas depois do nome do argentino ter vindo à tona. Em diversas reuniões privadas com conselheiros e diretores, o presidente Júlio Casares pediu silêncio. Conseguiu. Mas qual o motivo?

O principal deles, segundo a reportagem levantou, é não criar intrigas públicas com os patrocinadores são-paulinos. Depois de quase 15 dias falando em um investidor que se interessou, mas desistiu, a solução para o clube foi conversar com os atuais apoiadores. E nem todos toparam participar.

- Foi um sistema de cotas. Basicamente o marketing reuniu todo mundo que já está com a gente e propôs um aumento de repasse em troca de maior exposição e do direito de uso da imagem do Galoppo - disse ao L! uma fonte de dentro do Morumbi.

Ou seja, seguindo à risca as cláusulas de confidencialidade assinadas, os atuais patrocinadores que não aceitaram participar do 'rateio' pelo meia de 23 anos não serão expostos e terão a sua imagem correndo riscos. Quem topou terá sua exposição visivelmente ampliada no Morumbi e nas publicações oficiais do clube.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!


PAGAMENTO POR GALOPPO É INÉDITO NO CONTINENTE

Mas o contrário também vale. E algumas das marcas parceiras do Tricolor que ajudaram na operação relevaram o fato. A principal delas foi a Bitso. Especialista em criptomoedas, a empresa intermediu o pagamento ao Banfield por meio do ativo digital. Foi a primeira negociação de jogadores na América do Sul utilizando essa forma de pagamento.

- Este é um momento histórico para a Bitso, o São Paulo e o futebol sul-americano. Nossa principal missão junto ao SPFC é contribuir para a maior modernização, digitalização e inclusão no esporte brasileiro, e este é mais um passo importante nesta direção - afirmou Thales Freitas, CEO da empresa no Brasil.

Essa foi uma das maneiras com a qual Casares conseguiu fazer os argentinos a aceitar o parcelamento do montante da transferência, que será quitada em até seis meses. Com a economia argentina em crise, o câmbio com alterações instantâneas e o aumento de impostos e taxas no país vizinho para negociações no futebol, foi uma maneira de agilizar as coisas.

- O exemplo que o Casares deu foi o do Borja (ex-Palmeiras). Ele estava apalavrado com o River Plate há semanas, mas a burocracia impediu o seu anúncio. Vide o Vera (meia contratado pelo Corinthians junto ao Argentino Juniors) - completou uma fonte ao L! .

- Estamos muito orgulhosos em trabalhar com os dois clubes para viabilizar a contratação com toda segurança, transparência e flexibilidade que a criptoeconomia oferece - endossou Freitas.

O modelo de bitcoin usado no negócio não foi revelado. Recentemente, parte do valor pago pelo PSG para tirar Messi do Barcelona também foi em criptomoeda por conta dos problemas financeiros do clube catalão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários