Antes de enfrentar o Cruzeiro, técnico do Brusque fala com o L!
Futebol Latino
Antes de enfrentar o Cruzeiro, técnico do Brusque fala com o L!


Atualmente na 12ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série B com 23 pontos conquistados, o Brusque terá uma árdua missão na próxima rodada: jogar contra o líder e invicto há três rodadas na competição, o Cruzeiro.

>Luva precisa depositar 30% de sua renda em juízo a Allan Jesus

Antes da partida marcada para o próximo sábado (30), às 11h (de Brasília), no Augusto Bauer, o técnico Luan Carlos falou com o LANCE! tanto pensando na partida em questão como também de sua trajetória marcada pela evolução em um curto espaço de tempo.

Treinador de apenas 33 anos de idade, Luan ascendeu de competições estaduais e a Série D do Brasileirão para o segundo estágio do futebol nacional em 2022. Algo, inclusive, que ele reconhece ter ocorrido mais rápido do que ele poderia projetar:

– Confesso que não me imaginava numa Série B ainda, acredito que tenho muita coisa para desenvolver, amadurecer e aperfeiçoar. A Série B me dá muito isso, de forma muito interessante venho me desafiando muito nesse campeonato, e para mim é uma oportunidade e experiência absurda. Aprendo muito com os jogadores, adversários, com as análises das equipes e com o desenvolvimento de treino. Elaborar treinos nesse patamar exige um maior nível de estudo e de conhecimento, então é um pouco diferente. Imaginava isso daqui uns cinco, seis, sete anos e talvez até mais, mas não tinha estipulado um tempo para chegar em uma Série B ou Série A, e não trabalho pensando nisso, mas sim, me qualificando e me mantendo no mercado, e isso já é uma grande vitória, tanto pela idade e por não ter sido jogador profissional.

Pensando no oponente do fim de semana, além de fazer inúmeros elogios ao clube de Minas Gerais, o técnico do Quadricolor entende que o aspecto da imposição física pode trazer uma dificuldade adicional ao Cruzeiro:

- Acho que falar de um ponto específico que possamos aproveitar para vencer o jogo é difícil. Como disse anteriormente, o Cruzeiro é uma equipe muito bem desenvolvida, com um padrão de jogo muito bem elaborado. Precisamos entender que o nível de concentração e intensidade precisam ser o mais alto possível, e não dá para negociar em relação a esses dois fatores de jogo. Nossa equipe vem apresentando isso nas nossas últimas partidas, mas sabemos que o nível de exigência num jogo contra o Cruzeiro é muito maior, então precisamos manter esse nível e aumentar ainda mais a competitividade. Sabemos que o Cruzeiro é um time de Série A de Campeonato Brasileiro e não se sente tão confortável numa competição como a Série B, e talvez fazer um jogo típico de Série B, com um nível de agressividade em campo cada vez maior, para dificultarmos o máximo possível a forma de jogar do adversário.

– O Cruzeiro além de líder da Série B, é a equipe que mais mostrou uma evolução no sentido de padrão de jogo e em relação ao equilíbrio num campeonato tão competitivo. Eles vêm mostrando uma disparidade no que se diz respeito à qualidade de jogo, no padrão de sistema tático, enfim, é uma equipe que encaixou muito bem. Não são favoritos só ao acesso, mas também ao título.
Sabemos o peso de enfrentar um time como esse, do peso da camisa e a força do clube, e temos ciência das dificuldades que vamos enfrentar nesse confronto. Porém, nós precisamos analisar com cuidado todos os pontos do adversário e tentar encontrar uma forma de dificultar as principais rotas de ataque e as principais rotas defensivas também, e é isso que buscamos com a nossa equipe técnica, para poder desenvolver durante a semana, uma forma de jogo que possa surpreender o adversário e que consigamos fazer uma grande partida, fazendo com que fiquemos mais perto de um resultado de pontuação, que seria muito importante para nós - concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários