Dudu fica cada vez mais insubstituível no Palmeiras e trocas não têm surtido efeito
Julia Mazarin
Dudu fica cada vez mais insubstituível no Palmeiras e trocas não têm surtido efeito


Com o calendário cada vez mais curto e intenso, é preciso haver um planejamento de elenco muito organizado para não perder jogadores importantes. Seguindo essa linha, Abel Ferreira tem optado por testar novas peças no lugar de Dudu, um dos atletas que mais esteve em campo pelo Palmeiras na temporada.

GALERIA

> Quem é melhor hoje: Cano ou Pedro? Redação do LANCE! opina
> Veja 16 nomes com passagem pela Seleção que estão no mercado

Hoje, o Verdão tem alguns nomes para a posição ocupada pelo camisa 7. Trata-se de Wesley, Breno Lopes e Giovani, oriundo da base palmeirense. Contudo, nenhum deles conseguiu desempenhar um papel à altura.

Apesar de estar sendo um dos jogadores mais perigosos quando o time de Abel tinha a bola, Dudu foi substituído na segunda etapa da vitória sobre o Internacional, dando lugar a Wesley.

O camisa 11, porém, não entrou na mesma sintonia, justamente por tentar buscar um jogo mais sem a bola. Apesar de produzir menos que o ‘Baixola’, o jovem atleta voltava para ajudar defensivamente e segurar o resultado favorável ao Alviverde.

Parte da torcida palmeirense muitas vezes não concorda com as saídas ‘precoces’ de Dudu das partidas. Abel Ferreira, portanto, justificou que a parte física motiva suas escolhas.

- Pontas são aceleradores de jogo. Com o tempo, perdem energia e começam a jogar apenas com bola. Queremos rendimento e portanto isso faz parte, é normal trocar os pontas. Penso assim - disse o treinador.

TABELA

> Confira a tabela completa e simulador do Brasileirão!

As trocas são necessárias para um time que busca o título em um campeonato tão longo e intenso como o Brasileirão. Breno Lopes também é um forte candidato a assumir alguns minutos em campo.

Apesar de também ser um ponta, o camisa 19 tem características que batem mais com um atacante goleador. Acostumado com tabelas e aparições na pequena área, como a que deu a vitória para o Palmeiras na final da Libertadores de 2020, o jogador não se assemelha tanto a Dudu, que desconcerta as defesas adversárias e chama a responsabilidade com mais velocidade.

Por já ter realizado partidas como meia armador e centroavante nas categorias de base, Giovani tem como principais habilidades técnicas o drible e a visão de jogo.

Contudo, o garoto do Sub-20 do Palmeiras se recuperou de lesão e precisa retornar aos gramados com cautela, voltando a se adaptar com o ritmo e estilo de jogo do profissional.

Além deles, uma ‘válvula de escape’ continua sendo Rony. O camisa 10 do Verdão já disse várias vezes que prefere atuar como ponta, apesar de ter assumido a posição de centroavante antes de contratações feitas recentemente.

Com as chegadas de Flaco López e Merentiel, o atacante pode voltar a atuar no setor de preferência e deixar Dudu um pouco mais leve, sem sobrecarregá-lo.

No primeiro turno, o camisa 7 foi o único a participar de todos os jogos do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Ao todo, já foram 1.415 minutos em campo acumulados. Enquanto Breno Lopes e Wesley estão empatados com 13 partidas cada um.

Agora, Abel Ferreira segue com uma semana cheia para descanso e recuperação mental e física de seus principais jogadores e respectivos substitutos, para que, assim, o Verdão siga aguentando o calendário brasileiro e disputando cada vez mais títulos.

Confira os jogadores do Palmeiras que mais atuaram no Brasileiro:

Dudu: 19 jogos
Gustavo Scarpa e Zé Rafael: 18 jogos
Murilo e Weverton: 17 jogos
Danilo e Rony: 16 jogos
Gustavo Gómez, Raphael Veiga e Rafael Navarro: 14 jogos
Atuesta, Breno Lopes , Marcos Rocha e Wesley : 13 jogos
Gabriel Veron (deixou o clube) e Piquerez: 12 jogos

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários